PUBLICIDADE
Topo

Globo lidera audiência no Rio com clássico exibido por decisão judicial

Mailson Santana/Fluminense FC
Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

05/07/2020 19h00

A exibição da partida entre Fluminense e Botafogo pela semifinal da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, não alterou muito os níveis de audiência da Globo em relação ao que a emissora vinha marcando nas últimas semanas no domingo à tarde. A partida foi transmitida hoje (5) após decisão judicial da 24º Vara Civil do Rio, que obrigou a veiculação do evento mesmo com o impasse contratual do grupo de comunicação com a federação do estado e com o Flamengo.

Segundo dados prévios de audiência na Grande Rio de Janeiro, obtidos pelo UOL Esporte, o jogo que terminou em 0 a 0 e levou o Flu para a final da Taça Rio contra o Flamengo registrou 14 pontos de média, com picos de 17. A transmissão foi líder de audiência com tranquilidade, sem ter ameaça dos concorrentes Record e SBT.

No mesmo horário, o SBT fechou com 5 pontos na região metropolitana do Rio, com o programa da apresentadora Eliana. Já a Record, com a atração do apresentador Rodrigo Faro, terminou com 4 pontos. Na semana passada, com a partida do Vasco contra o Macaé também pelo Campeonato Carioca, a Globo havia fechado com 15 pontos de média no Rio.

A partida começou com o narrador Luís Roberto lendo a nota da Globo explicando para o telespectador que a transmissão estava ocorrendo porque a Globo foi obrigada pela Justiça, após a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) obter liminar obrigando a emissora a exibir o jogo. A decisão aconteceu depois de a Globo ter anunciado a rescisão do contrato do Carioca, em razão da transmissão do Flamengo no YouTube na última quarta-feira - em iniciativa vista pelo grupo como uma ruptura na relação.

Para fazer o jogo, a Globo teve de correr para montar toda a estrutura no estádio Nilton Santos, onde aconteceu a partida. Como já tinha desmobilizado toda a parte técnica, a engenharia da emissora teve de trabalhar até a manhã de hoje para finalizar toda a questão e exibir o jogo sem comprometer a segurança de seus profissionais.

Na exibição do clássico Fluminense x Botafogo, nenhuma diferença ao que normalmente é levado aos espectadores. Tirando o aviso inicial sobre a situação, que já estava sendo lido pela Globo em seus programas esportivos anteriormente, Luís Roberto, Roger Flores, Pedrinho e André Gallindo tocaram a partida de modo que o torcedor mais desinformado nem atentasse que uma guerra judicial está em andamento.

UOL Esporte vê TV