PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV

Neto x Benja: por que rixa entre apresentadores foi parar nos tribunais

Edu Moraes/Divulgação/Fox Sports
Imagem: Edu Moraes/Divulgação/Fox Sports

Gabriel Vaquer

Colaboração para o UOL, em Aracaju

27/05/2020 04h00

Dois dos mais populares apresentadores esportivos do Brasil, Neto e Benjamin Back não se bicam já há muito tempo. Numa briga de praticamente uma década, Benja levou a melhor em um processo que Neto movia contra ele desde 2011. Mas a rixa começou na verdade dois anos antes disto, em 2009, e se tornou pública graças ao programa "Jogo Aberto", apresentado por Renata Fan.

Em 6 de abril de 2010, Neto e Benja discutiram por terem visões diferentes sobre Ronaldo Fenômeno ir ou não para a Copa do Mundo daquele ano. Com direito ao ídolo do Corinthians revelando o tempo de seu contrato, o debate foi tão intenso que Renata Fan teve que chamar a reportagem ao vivo para tentar apaziguar os amigos fora do ar.

Pouco depois da briga, Benjamin Back acabou saindo da Band, numa curta passagem. Ele alegou que Neto pediu sua cabeça na emissora, algo que o ex-jogador sempre negou com veemência. Em entrevista ao UOL Esporte no ano passado, Benjamin Back reforçou essa visão da história.

"Pra mim, eu lido da mesma forma. Pra mim, morreu. Era meu ídolo, sou corintiano. Éramos muito amigos. Mas para mim, acabou. Acho que a atitude dele não foi legal, e acabou. Ele está tocando a vida dele lá, e eu a minha. Quando pedem o meu Corinthians de todos os tempos, eu coloco ele, porque não dá para tirar. Infelizmente, é um amigo que eu não tenho mais e um ídolo que não tenho mais", respondeu Benja em 2019.

Em falas sobre o assunto, Neto acabou dizendo que nunca pediu uma possível demissão de Benjamin Back, e sim que não queria mais fazer o mesmo programa com ele, justamente por causa da briga no "Jogo Aberto". Em entrevista para o canal do comentarista Alê Oliveira, o ídolo corintiano contou sua versão da história.

"Eu nunca quis que ele fosse mandado embora da Band. Não pedi pra ele ser mandado embora da Band. Não fui eu que tive um problema com o Benjamin Back, ele que teve comigo. Ele me chamou de burro no ar. Um dia em uma discussão sobre o Ronaldo e Adriano, eu não concordei com a opinião dele e ele disse que eu era burro. Ele não falou burro, mas eu fiquei muito bravo com isso", explicou Neto.

Além de negar o fato, Neto também disse que Benjamin Back sempre usou a briga em favor dele. Por isso, em 2011, Neto processou Benja. Segundo a defesa do ídolo do Corinthians, o apresentador do Fox Sports o acusou de ser falso e de "não valer nada" durante programa na rádio Estádio 97, de São Paulo. Foi esse processo que Neto acabou perdendo. O ex-camisa 10, inclusive, também disse a Alê Oliveira que aceitaria uma reconciliação.

"Eu acho que ele [Benjamin Back] foi muito deselegante ao usar essa briga em benefício dele. Quem saiu perdendo fui eu. Eu não briguei com ele, não tenho nada contra ele. Ele que seja feliz na Fox, que seja feliz onde quiser. Não não tenho nada contra ele. Ele que seja feliz na Fox, que seja feliz onde quiser. Não tenho problema algum. Se um dia quiser me convidar pra ir no programa dele, vou com o maior prazer do mundo. Não sou esse tipo de gente babaca que tem o nariz empinado e acha que é mais importante do que o programa ou que acha que é mais importante que a informação. Não sou esse tipo de gente. A briga foi muito melhor pra ele do que pra mim", concluiu.

O UOL Esporte apurou que pessoas, tanto de Band quanto de Fox Sports, já tentaram uma reconciliação entre as partes nos últimos anos, aproveitando o sucesso de ambos nas emissoras que trabalham hoje em dia. Mas, de fato, o acerto parece difícil. Na última terça, em sua conta no Twitter, Benja foi enfático ao responder sobre a questão a um seguidor: "Esquece".

UOL Esporte vê TV