PUBLICIDADE
Topo

Rebecca diz que saque suíço fez a diferença na eliminação no vôlei de praia

Ana Patrícia vibra com a companheira de equipe, Rebecca, após um bloqueio  - JOHN SIBLEY/REUTERS
Ana Patrícia vibra com a companheira de equipe, Rebecca, após um bloqueio Imagem: JOHN SIBLEY/REUTERS

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

03/08/2021 00h59

Única dupla brasileira no vôlei de praia feminino que ainda estava na disputa das Olimpíadas de Tóquio-2020, Ana Patrícia e Rebecca se despediram dos Jogos Olímpicos na noite desta segunda-feira (2), após perderem por 2 sets a 1 (21/19, 18/21, 15/12) para as suíças Verge-Depre/Heidrich. Para Rebecca, a vantagem das europeias foi a consistência no saque.

"Sabia que não seria um jogo fácil. Nossos jogos contra elas sempre são 2 a 1. São duas meninas altas. E que se souberam se adaptar, porque eram duas bloqueadoras. Mas o principal que eu achei, que a gente tinha comentado antes do jogo, foi o saque delas. E foi o diferencial no tie-break, que elas conseguiram manter [a regularidade]", falou Rebecca, após a eliminação.

De fato, as suíças marcaram quatro pontos de saque direto, contra apenas um das brasileiras.

Mesmo com dificuldades no saque, Rebecca acredita que a dupla brasileira poderia ter tido um melhor resultado na partida.

"Acho que o diferencial foram algumas tomadas de decisões minhas, porque eu tive mais o domínio da bola no jogo, a Patrícia pegou pouco na bola. Acho que elas só perceberam que a Patrícia estava mais ou menos no Tie-Break mesmo, depois daquele passe que ela errou. E ali acho que ainda foi muita diferença. No 10 a 9, eu tive a bola para empatar, não virei e foi para 11 a 9", lamentou Rebecca. A partir desta bola, as suíças abriram vantagem suficiente para não serem incomodadas e garantirem a vitória.

Com a vitória sobre Ana Patrícia/Rebecca, a dupla formada por Verge-Depre/Heidrich vai disputar a semifinal com as americanas April e Alix. Agatha e Duda, a outra dupla feminina no vôlei de praia nas Olimpíadas, já tinha caído nas oitavas de final, quando foram derrotadas pelas alemãs Ludwig e Kozuch.