PUBLICIDADE
Topo

"Não quero sair daqui sem um ouro", avisa Isaquias Queiroz

Isaquia Queiroz é favorito na conquista da prova individual de canoagem de velocidade - Yara Nardi/Reuters
Isaquia Queiroz é favorito na conquista da prova individual de canoagem de velocidade Imagem: Yara Nardi/Reuters

Felipe Pereira

Do UOL, em Tóquio

03/08/2021 00h42

Isaquias Queiroz já virou a página. Minutos após ficar na quarta colocação C2 1000m de canoagem e chorar com a ausência do pódio, o brasileiro já focava na prova individual onde é um dos favoritos para a medalha de ouro.

Na mesma entrevista em que lamentou o resultado, o baiano fez questão de mostrar como funciona a mente de um campeão. Sem tempo a perder, ele já projetou a próxima disputa e fez questão da mandar um recado.

"Daqui a dois dias tem outra prova para buscar o ouro. Não quero sair daqui sem um ouro. O sonho não acabou", disse Isaquias.

A prova em questão é a C-1000, na qual levou a prata no Rio em 2016. Ele é um dos favoritos para ficar com a primeira colocação. O canoísta afirmou que vai conversar com o treinador e que não atravessou o mundo para ficar sentado se lamentando.

Antes de Tóquio-2020, o atleta afirmou que desejava ser o maior atleta olímpico da história nacional - tem duas pratas e um bronze obtidos no Rio-2016. Com o resultado, no entanto, não será nesta edição das Olimpíadas que ele alcançará os velejadores Torben Grael e Robert Scheidt, cada um com cinco medalhas.

É que ele tem apenas mais uma prova em disputa. O brasileiro é o principal favorito para vencer a competição individual. A outra prova em que o brasileiro competia, a de 200m (bronze), foi retirada do programa dos Jogos Olímpicos.