PUBLICIDADE
Topo

Bruno Chateaubriand comemora inclusão nas Olimpíadas de Tóquio: 'Liberdade'

Bruno Chateaubriand, presidente da Federação de Ginástica do Estado do Rio de Janeiro - Divulgação
Bruno Chateaubriand, presidente da Federação de Ginástica do Estado do Rio de Janeiro Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

02/08/2021 16h24

Bruno Chateaubriand, presidente da FGERJ (Federação de Ginástica do Estado do Rio de Janeiro), comemorou o sucesso das Olimpíadas de Tóquio do ponto de vista da inclusão. O empresário e ex-ginasta exaltou que vários atletas se sentiram confortáveis para falar sobre suas orientações sexuais abertamente nesta edição dos Jogos.

"Estou passando pra falar o quão bacana está sendo esta edição dos Jogos Olímpicos do ponto de vista da inclusão. É a primeira vez que a gente vê os atletas falando de suas orientações sexuais com liberdade, com tranquilidade, sem aquelas piadinhas que a gente via no passado", disse.

"Foi a primeira que eu vi inclusive comentaristas de televisão citando que temos hoje atletas não-binários, a terminologia da orientação sexual sendo levada de forma muito natural, como deve ser. Eu acho que essa edição dos Jogos Olímpicos fica marcada também nesse sentido", completou.

As Olimpíadas de Tóquio são a primeira na história a contar com uma atleta transgênero. A neozelandesa Laurel Hubbard competiu na categoria para atletas acima de 87kg no levantamento de peso feminino.

Logo no começo das Olimpíadas, a narradora Natália Lara, do SporTV, utilizou o pronome neutro "elu" ao se referir à canadense Quinn, que se idenfica como pessoa transgênero não binária.