PUBLICIDADE
Topo

Caio Ribeiro diz que deixou a Inter após ser impedido de ir às Olimpíadas

Caio Ribeiro durante participação no "Globo Esporte", da TV Globo - Reprodução/TV Globo
Caio Ribeiro durante participação no "Globo Esporte", da TV Globo Imagem: Reprodução/TV Globo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/07/2021 07h17

Durante a transmissão da vitória sobre a Arábia Saudita, nesta quarta-feira (28), Galvão Bueno recordou a seleção olímpica de 1996, que terminou a competição com o bronze após fazer 5 a 0 em Portugal. Neste momento, Caio Ribeiro revelou que um dos motivos que o fez deixar a Inter de Milão foi o veto do clube italiano à sua ida para os Estados Unidos.

"A escalação era mais ou menos: Dida, Zé Maria, Ronaldo, Aldair e Roberto Carlos; aí você escolhia se ia com Amaralzinho ou Zé Elias, Flávio Conceição e Juninho Paulista; Bebeto, Ronaldo e Rivaldo. Era só esse o time. Ainda você tinha Luizão no Banco, tinha Sávio", começou por dizer Galvão.

Neste momento, Caio entrou no assunto e disse que era para ter feito parte deste momento, mas não conseguiu a liberação junto ao seu time na época: "Era para eu ter feito parte desse time. Fiz todo ciclo olímpico e não fui liberado pela Inter de Milão, por isso acabei indo para o Napoli", contou.

Confirmado o que foi dito pelo comentarista, Galvão reforçou: "Realmente, pediu para ir embora da Inter de Milão por não ser liberado."

A estadia de Caio Ribeiro na Itália foi de 1995 a 1997. Por lá, ele vestiu as camisas da Inter de Milão e Napoli. Foram 27 jogos, contando as duas equipes, e um gol marcado. Depois disso, ele voltou ao Brasil para defender o Santos.