PUBLICIDADE
Topo

Dream Team de basquete dos EUA perde pela 1ª vez em Olimpíadas desde 2004

Kevin Durant viu Evan Fournier roubar a cena na derrota dos Estados Unidos para a França nas Olimpíadas de Tóquio - Bradley Kanaris/Getty Images
Kevin Durant viu Evan Fournier roubar a cena na derrota dos Estados Unidos para a França nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Bradley Kanaris/Getty Images

Do UOL, no Rio de Janeiro

25/07/2021 11h14

O basquete já começou com zebra nas Olimpíadas de Tóquio. A poderosa seleção dos Estados Unidos foi derrotada pela França, por 83 a 76, em uma virada incrível no segundo tempo. O jogo equilibrado terminou com o primeiro revés dos norte-americanos nos Jogos Olímpicos desde Atenas-2004.

A má atuação do time comandado por Gregg Poppovich não chega a ser surpresa, uma vez que, além de não contar com estrelas da NBA como LeBron James e Kawhi Leonard, a equipe já havia perdido para Nigéria e Austrália nos amistosos de preparação.

A derrota para a França foi a terceira dos Estados Unidos nos últimos quatro jogos em grandes competições. No Mundial de 2019, com uma equipe sem tantas estrelas, o time americano perdeu para a própria seleção francesa nas quartas de final e ainda sofreu revés para a Sérvia na sequência. Os EUA bateram a Polônia na esvaziada decisão da sétima posição, resultado modestíssimo para o país do basquete.

O jogo

A partida começou com o time dos Estados Unidos controlando a partida e apostando nas bolas de três. O aproveitamento, entretanto, esteve longe de convencer, e estrelas como Damien Lillard, do Portland Trail Blazers, e Devin Booker, do Phoenix Suns, demoraram a "esquentar a mão". O astro Kevin Durant, do Brooklyn Nets, tratou de puxar o nível da seleção para cima ao atuar no garrafão ao lado do pivô Bam Adebayo, do Miami Heat, mas fez três faltas e se complicou antes do intervalo.

No terceiro quarto, com Durant no banco, a França aproveitou a escalação mais baixa do time de Gregg Poppovich e usou seus pivôs Vincent Poirier, do Real Madrid-ESP, e Rudy Gobert, do Utah Jazz, para levar vantagem embaixo da cesta. Bons passadores, eles potencializaram o jogo do ala Evan Fournier, do Boston Celtics, e do armador Nando De Colo, do Fenerbaçhe. A dupla do perímetro francês terminou a partida combinando para 41 pontos e seis bolas de três.

O último período começou com predomínio americano, já que Kevin Durant voltou à quadra. Com forte marcação e uma chuva de bolas de três, entretanto, a França se recolocou no jogo e forçou erros dos Estados Unidos com grande atuação defensiva de Nicolas Batum, do Los Angeles Clippers.

A equipe aproveitou os 28 pontos do cestinha Fournier para impor a primeira derrota dos EUA em Jogos Olímpicos desde a marcante semifinal de Atenas-2004, quando a Argentina de Manu Ginóbili derrotou o Dream Team de LeBron James, Allen Iverson, Carmelo Anthony e companhia.