PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Cigano é notificado sobre possível violação do antidoping e deixa o UFC 215

Brunno Carvalho/UOL
Imagem: Brunno Carvalho/UOL

Do UOL, em São Paulo

18/08/2017 18h28

O UFC anunciou que Junior Cigano foi notificado por possível violação da política antidoping da organização. Por causa da proximidade de sua luta com Francis Ngannou, em 9 de setembro, o brasileiro foi retirado do card do UFC 215.

A organização não informou qual seria a substância dopante com que Cigano foi flagrado. O brasileiro falhou em um teste realizado em 10 de agosto, fora do período de competição.

Em nota divulgada ao site norte-americano “MMA Junkie”, o estafe de Cigano ressaltou que o brasileiro jamais fez uso de substâncias proibidas e afirmou que a equipe ainda está tentando entender o que aconteceu.

“Ainda estamos tentando entender o resultado do teste. A partir daí, poderemos investigar e entender o que aconteceu. O que sabemos é que até agora Junior Dos Santos nunca usou substâncias para melhorar o desempenho, nunca fez uso de nenhuma substância proibida e sempre apoiou as políticas e esforço da Usada para manter o esporte limpo. Se há um lutador que fez sua posição sobre esse assunto inequívoca, é o Junior. Estamos confiantes que conseguiremos descobrir o que aconteceu e daremos uma explicação assim que tivermos uma”.

O Ultimate anunciou que ainda busca um substituto para enfrentar Francis Ngannou no UFC 215. O combate estava marcado para ser o terceiro mais importante do evento em Edmonton, no Canadá.

“Estou muito, muito irritado. Quase terminando meu camp e eles anunciam que meu adversário está fora do UFC 215”, escreveu Ngannou no Twitter pouco tempo depois do anúncio do doping de Cigano.

Junior Cigano entrou no octógono pela última vez em 13 de maio deste ano. O brasileiro foi nocauteado no primeiro round por Stipe Miocic, no combate em que valia o cinturão dos pesados do UFC.

MMA