PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Freeland comemora momento do Botafogo, mas garante: 'Nosso local na tabela não é confortável'

05/08/2021 21h06


A ordem no Botafogo é de valorizar aquilo que o time tem vivido, mas não se deslumbrar pelos resultados. Após conquistar três vitórias seguidas na Série B do Brasileirão, o Alvinegro diminuiu a distância para o G4 da competição para quatro pontos - este buraco, outrora, já foi de dez.

+ Botafogo: com 11 jogos a menos, Luís Oyama supera participações em gols e envolvimento da Série B 2020

Mesmo assim, Eduardo Freeland, diretor de futebol do clube, afirmou, em entrevista à "BotafogoTV" nesta quinta-feira, que o Alvinegro só poderá respirar aliviado quando estiver na zona de classificação à elite do futebol brasileiro.

- A gente sabe que o momento é muito importante, temos que valorizar isso. A atmosfera já está diferente, a gente já percebe uma confiança não só interna, mas externa também, com a confiança dos torcedores. Tem muita coisa pra melhorar, o momento requer cuidados. Tivemos três vitórias, mas deveríamos ter tido essas vitórias antes. A gente está em um processo de recuperação, é tentar conseguir mais vitórias e entrar no G4 para ficar lá até o final - afirmou.

Atualmente na 9ª colocação, Freeland garante que quer mais. O Botafogo enfrenta a Ponte Preta no próximo domingo, no Estádio Nilton Santos, em busca de uma possível sequência de quatro vitórias seguidas, algo que seria inédito na temporada 2021.

+ Agosto reserva seis jogos para o Botafogo e possibilidade de entrada no G4 da Série B; veja calendário

- A gente tem que olhar para o objetivo e quantos pontos temos que conseguir. Nosso local na tabela não é nem um pouco confortável. Não é lugar do Botafogo estar na Série B, menos ainda fora do G4. A gente tem total consciência de onde estamos e onde queremos chegar. Queremos o G4 e não sair mais de lá - completou.

MAIS ASPAS DE EDUARDO FREELAND

Chegada de Enderson Moreira
- O elenco é muito comprometido. Mesmo quando os resultados não viam eles se dedicaram até o final, sempre houve um comprometimento. A chegada de um novo treinador traz confiança, muda os ares, temos um terceiro jogo em casa seguido. É um conjunto de fatores que fazem a confiança voltar. A organização da equipe está evoluindo.

Expectativa para o resto do Campeonato Brasileiro
- É muita confiança, o torcedor já está percebendo isso. Também estamos percebendo isso vindo de fora. Estamos confiantes por esse novo momento de buscar no G4, entrar lá e fazer bonito na Série B. Nenhum jogo vai ser fácil, mas a gente vai em busca de mais de uma vitória e quem sabe até o final do turno já não estamos lá no G4. Temos totais condições disso, então vamos buscar.

Futebol