PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Seguimos de cabeça erguida', diz Tamires após Seleção feminina ser eliminada pelo Canadá na Olimpíada

30/07/2021 09h08


Nem mesmo a frustração com a eliminação da Seleção feminina nas quartas de finais da Olimpíada de Tóquio é suficiente para abalar a lateral Tamires. Na saída do gramado após o revés nos pênaltis para o Canadá, nesta sexta-feira (30), a camisa 6 frisou que o trabalho não será deixado de lado devido à frustração.

- Agradeço muito todo o apoio familiar, dos amigos e torcedores. Hoje, infelizmente não saímos felizes, mas tem muita coisa vindo pela frente e não podemos parar - declarou, ao SporTV.

A jogadora de 33 anos apontou que houve oscilações da Seleção na partida com as canadenses, mas destacou a qualidade das adversárias

- Achei que a gente saiu um pouco do padrão do que a gente vinha jogando. Ficamos um pouco estressadas. A gente perdeu um pouco do controle do jogo, tivemos oportunidades, mas do outro lado tinha um adversário que se preparou muito bem. Acho que tivemos mais posse, mais chances de gols e fizemos nosso melhor a todo momento - afirmou.

A atleta ainda detalhou como foi a conversa com a treinadora Pia Sundhage e o restante do grupo após a partida.

- A Pia agradeceu e disse que quando a gente ganha, ganha juntas e quando perde, perde juntas. A Marta falou sobre a Formiga, por tudo o que ela fez pela gente e vem fazendo - e, em seguida, contou os sonhos que ficaram para trás com a eliminação:

- Meu sonho era dar uma medalha olímpica para o Be (Bernardo, filho de Tamires), pro Brasil, pra minha família, mas hoje não foi o dia e seguimos de cabeça erguida - completou.

Futebol