PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians tem apenas 33,3% de aproveitamento contra clubes da Série A

Sylvinho, técnico do Corinthians, à beira do Gramado da Neo Química Arena, em partida contra o RB Bragantino - Rodrigo coca / Ag. Corinthians
Sylvinho, técnico do Corinthians, à beira do Gramado da Neo Química Arena, em partida contra o RB Bragantino Imagem: Rodrigo coca / Ag. Corinthians

18/06/2021 07h00

Classificação e Jogos

O Corinthians teve mais um resultado negativo no Brasileirão ao ser derrotado, de virada, por 2 a 1, pelo Red Bull Bragantino, na Neo Química Arena. No entanto, esse retrospecto ruim contra clubes de Série A não teve início na disputa do campeonato nacional, uma vez que antes disso o desempenho já era lamentável. O Timão tem apenas duas vitórias e 33,3% de aproveitamento contra esses times da elite do futebol brasileiro na temporada.

Até aqui, somando Paulistão, Copa do Brasil e Brasileirão, o time alvinegro fez 11 partidas contra clubes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Desses, venceu apenas dois, empatou cinco e perdeu quatro, o que resulta na conquista de 11 dos 33 pontos disputados, ou seja, a cada três pontos que disputa contra esse nível de adversário, os corintianos ganham somente um.

As únicas vitórias dessa série foram contra o Santos (reserva) na fase de grupos do Paulistão, e contra o América-MG, pela segunda rodada do Brasileirão. Os empates foram diante do Palmeiras (duas vezes), do São Paulo, do Red Bull Bragantino e do Atlético-GO. Já as derrotas foram para o Verdão, para o Atlético-GO (duas vezes) e para o Red Bull Bragantino, a mais recente delas.

Esses 33,3% de aproveitamento nesse recorte contra clubes de Série A são preocupantes, já que na edição do ano passado do Brasileirão esse índice não foi suficiente para fugir do rebaixamento. O Vasco, primeiro clube da zona da degola, caiu com 36% de aproveitamento, para se ter uma ideia. O Goiás, que teve os mesmos 33% e foi o 18º colocado, ou seja, o antepenúltimo na tabela.

Se pegarmos os números referentes ao retrospecto do Corinthians na Copa Sul-Americana, o índice tem uma ligeira melhora. São 17 jogos, com cinco vitórias, seis empates e seis derrotas, com aproveitamento de 41,2% dos pontos que disputou. Os triunfos aumentam pelos resultados positivos contra Sport Huancayo-PER (duas vezes) e contra o River Plate-PAR, ambos frágeis.

Esses 41,2% garantiriam, pelo menos, 47 pontos no Brasileirão, o que livraria o time do rebaixamento em qualquer edição dos pontos corridos desde 2006, quando o campeonato passou a ter 20 equipes. Mesmo assim, colocaria o Timão brigando contra a zona da degola e sem a garantia de vaga na Copa Sul-Americana. Algo que parece ser a realidade corintiana neste momento.

Neste domingo, fora de casa, contra o Bahia, Sylvinho e seus comandados terão mais um duelo com um time de elite para melhorar esse retrospecto e sinalizar que o elenco do Corinthians tem capacidade para disputar o Campeonato Brasileiro com tranquilidade e sem sustos no fim do ano, diferentemente do que os números desta temporada têm mostrado até aqui.

Corinthians