PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Flamengo cobra R$ 20 mil de Montenegro, que se dispõe a pagar 'para as famílias dos garotos mortos'

29/09/2020 12h14

Carlos Augusto Montenegro foi um dos maiores críticos sobre o retorno do futebol. Em maio, ainda nas discussões em volta do Campeonato Carioca, o membro do Comitê Executivo de Futebol do Botafogo afirmou que Flamengo e Vasco poderiam "se tornar homicidas" forçando a volta das partidas naquela época.

O Flamengo está cobrando o ex-presidente do Botafogo por esta declaração, como informou primeiramente o jornal "O Globo". Montenegro foi condenado em ação movida pelo TJ do Rio de Janeiro a pagar R$ 20 mil ao Rubro-Negro por danos morais.

O mandatário do Glorioso não mudou de posicionamento e, inclusive, não refutou em dizer que paga o dinheiro pedido pelo Flamengo. A condição de Montenegro, contudo, é que o valor seja direcionado às indenizações das famílias das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, em fevereiro em 2019.

- Primeiro, quando eu dei essa declaração, eu nem sabia dos e-mails que rolaram antes de acontecer o evento (incêndio). Reafirmo que foi uma irresponsabilidade homicida total (por parte do Flamengo). Para não perder tempo com advogados, estou disposto a pagar esses R$ 20 mil para encerrar essa ação, desde que não vá para os diretores ou para o clube, mas para as famílias dos garotos mortos que ainda não foram indenizadas - afirmou, em entrevista à coluna do jornalista Ancelmo Góis.

Futebol