PUBLICIDADE
Topo

Grêmio

Vanderlei admite falha em gol sofrido, e Renato defende: "Precisa jogar"

Renato Gaúcho defendeu o goleiro Vanderlei após a derrota do Grêmio no Campeonato Gaúcho - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Renato Gaúcho defendeu o goleiro Vanderlei após a derrota do Grêmio no Campeonato Gaúcho Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

23/01/2020 09h42

Sucinto e sem desculpas. Logo depois do apito final onde o Grêmio foi derrotado por 2 a 0 em casa para o Caxias na estreia do Campeonato Gaúcho, essa foi a forma que o goleiro Vanderlei decidiu se comportar para comentar sobre o lance do segundo gol caxiense.

Apontado como tendo falhado na hora de cair para defender o chute do lateral Ivan, o arqueiro preferiu não tecer maiores comentários técnicos e apontou que a trajetória da bola foi fugindo de seu alcance. Já preferindo, inclusive, pensar nas próximas partidas sem se "martirizar":

- Não tem o que explicar. Ele bateu bem na bola e ela acabou saindo de mim. São coisas do futebol. Temos de trabalhar, acertar o que deu errado e pensar na próxima partida.

Já Renato Portaluppi, na entrevista coletiva pós-jogo, foi bastante direto ao dizer com todas as letras que seu goleiro efetivamente cometeu um erro no lance. Porém, logo depois disso, ele agregou sobre sua confiança na qualidade técnica do reforço vindo do Santos além de pontuar o fato de que tanto Vanderlei como todo o elenco ainda estão em processo de readquirir sua melhor forma:

- O Vanderlei falhou no gol, mas ele é um grande goleiro. É um dos melhores do Brasil. O Vanderlei praticamente não jogou em 2019. Então ele tem de ganhar ritmo. Vai pegar ritmo quando? No Carnaval? Ele precisa jogar.

- É até difícil falar nessas horas porque o grupo vem das férias. A gente teve oito ou nove dias para preparar o time. No fundo você não tem tempo para nada. Por que colocamos os atletas para jogar tão cedo? Porque você precisa de ritmo de jogo. Logo na frente temos uma Libertadores. Não é normal perder em casa no estadual, mas aconteceu. O Grêmio vai crescer, aí nós vamos medir forças ali na frente - garantiu o comandante gremista.

Grêmio