Topo

'Novo São Januário': Maior capacidade, camarotes e mudanças

São Januário, estádio do Vasco - Divulgação
São Januário, estádio do Vasco Imagem: Divulgação

07/10/2019 13h28

O sonho do torcedor do Vasco parece estar se realizando aos poucos. Na última sexta-feira, o presidente Alexandre Campello, apresentou o novo projeto para as reformas de São Januário ao Conselho de Beneméritos. O estádio poderá ter uma capacidade de 43 mil lugares, 120 camarotes, 7 mil cadeiras cativas. Além disso, haveria alterações ao redor. O custo previsto para a obra é de R$ 250,9 milhões, que seriam arrecadados por um fundo de investimento. A informação foi publicada primeiramente pelo "Globo Esporte".

Com relação à área de estacionamento, seriam 1.300 vagas, 144 mil m² de área construída. Junto a isso, três quadras poliesportivas, ginásio, parque aquático e clube social. A igreja seria mantida, com melhorias ao seu redor. No campo anexo e em uma das entradas para os torcedores, seria construído um parque elevado, com uma Cruz de Malta no piso e espaço de sobra para circulação de torcedores.

O setor destinado à imprensa também seria alterado. Atrás dele, seria construída uma nova estrutura, onde ficariam os camarotes e o espaço para os jornalistas, que seria retirado de onde está atualmente.

Com as reformas, os ingressos sofrerão ajustes. Eles passarão a ser divididos em três setores: Social, Norte e Sul. O projeto estima entradas a R$ 25 (setores Norte e Sul) e R$ 40 (setor Social). Com ocupação média de R$ 55%, a receita anual seria de R$ 14,4 milhões por ano - deste valor, R$ 5,4 milhões seriam repassados ao investidor.

Vale lembrar que, no projeto inicial, apresentado em dezembro do ano passado, o clube apontou o projeto com um valor de R$ 208 milhões. A diretoria busca recursos para promover uma modernização total

Os conselheiros decidiram pela abertura de uma comissão para analisar as propostas e devem dar uma resposta em até 20 dias para que o assunto seja levado ao Conselho Deliberativo.