Topo

Benevenuto enfrentou SP um dia depois de sepultar pai: "Campeão da vida"

Jogador do Botafogo, Marcelo Benevenuto carrega a bola diante de Pablo, do São Paulo - Vítor Silva/Botafogo
Jogador do Botafogo, Marcelo Benevenuto carrega a bola diante de Pablo, do São Paulo Imagem: Vítor Silva/Botafogo

21/09/2019 15h33

O Botafogo não teve uma boa atuação hoje (21) e acabou derrotado em casa pelo São Paulo, por 2 a 1. Um jogador do Alvinegro, no entanto, teve uma postura para ser lembrada. O zagueiro Marcelo Benevenuto entrou em campo no Nilton Santos um dia depois de sepultar o pai, Marco Aurelio Benevenuto.

Visivelmente emocionado, Benevenuto precisou respirar fundo quando foi respeitado um minuto de silêncio pela perda de ontem (20). Após a partida, válida pelo Campeonato Brasileiro, o jogador foi elogiado pelo técnico Eduardo Barroca pela atitude.

- O Marcelo sepultou o pai dele ontem à tarde. Só isso mostra quem é esse jogador, o caráter que ele tem. O deixei à vontade para viver o luto junto da família, por ter perdido o pai, mas prontamente falou, "tenho que estar aí". É um jogador que conheço de longa data a história. Não é um campeão do futebol, é um campeão da vida, por tudo que já passou. Tenho muito orgulho de estar participando de um trabalho junto de um cara como esse, da postura, do caráter, de fazer o que fez em campo, se dedicar. Só tenho que reverenciar pessoas com esse tipo de atitude - disse Barroca.

Ainda segundo o treinador, o gesto nobre de Marcelo serviu para aumentar o prestígio do atleta dentro do vestiário. O clube e o elenco estão mobilizados para ajudar o zagueiro a superar o luto.

- Ele já tem meu respeito há muito tempo, não só o meu, mas de todos. Vamos estar todos do lado dele nesse momento, apoiando. Ele vai superar esse momento junto com a família - completou o técnico.

O Botafogo volta a campo na próxima quarta-feira, quando visita o Bahia, na Fonte Nova, às 21h30 (de Brasília).