PUBLICIDADE
Topo

Vidal crítica árbitro de Chile x Argentina: 'Quis ser importante'

Arturo Vidal, jogador da seleção do Chile - Xinhua/Xin Yuewei
Arturo Vidal, jogador da seleção do Chile Imagem: Xinhua/Xin Yuewei

Do UOL, em São Paulo

07/07/2019 11h50

Classificação e Jogos

Uma opinião foi unânime entre os jogadores da Argentina e Chile, que disputaram o terceiro lugar da Copa América ontem (6), na Arena Corinthians: A má atuação da arbitragem, comandada pelo paraguaio Mario Diaz de Vivar. Além da decisão exagerada ao expulsar Messi e Medel, após uma troca de farpas ainda no primeiro tempo, o árbitro não soube acalmar o ânimo de ambas as equipes, inverteu decisões e fechou os olhos para lances fortes.

O meio-campista Arturo Vidal, que marcou de pênalti o único gol chileno na derrota de La Roja por 2 a 1, foi porta-voz da indignação diante da qualidade do apito em São Paulo: ''Não prima pelo espetáculo, não deixa jogar, a partida fica nervosa sem nenhum sentido. Creio que o espetáculo quem faz somos nós, os jogadores, e não o árbitro. Parou muito a partida, quis ser importante e não deveria ser assim'', disse o atleta, que argumentou: ''Como expulsar dois capitães por se empurrarem um pouco? Claramente se estranharam. Não chegaram a se baterem, não foi algo tão grave''.

Com o resultado da partida contra a Alviceleste, a seleção do Chile, atual bicampeã, termina em quarto lugar nesta edição da Copa América, disputada no Brasil.

Esporte