Topo

Futebol


Bruno Alves diz que jogadores não sabiam de flagra de Carneiro no doping

O zagueiro Bruno Alves comentou a suspensão preventiva de Gonzalo Carneiro - Marcello Zambrana/AGIF
O zagueiro Bruno Alves comentou a suspensão preventiva de Gonzalo Carneiro Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

22/04/2019 20h56

Bruno Alves, zagueiro do São Paulo, disse na noite de hoje (22) que os jogadores do clube não souberam antes da final do Paulistão que o uruguaio Gonzalo Carneiro havia sido flagrado em exame antidoping. Ele está suspenso preventivamente sob suspeita de ter feito uso de cocaína.

- Eu fiquei sabendo agora. Hoje foi folga, passei o dia longe do celular e fiquei sabendo agora pela imprensa. Só espero que dê tudo certo para ele. Estamos aí para ajudá-lo no que der e vier - disse Bruno Alves, ao chegar à festa em que será premiado pela Federação Paulista como um dos melhores zagueiros do Estadual.

Carneiro foi notificado do resultado do exame na semana passada e tem até quarta-feira depois de amanhã para decidir se pede a contraprova. O São Paulo justificou a ausência do jogador na partida contra o Corinthians dizendo que ele estava com uma tendinite no joelho, informação que, segundo Bruno Alves, também chegou aos atletas.

- Ele estava com uma tendinite. Foi isso que ele tratou a semana inteira. Ele até tentou treinar na sexta-feira e não conseguiu. Foi por esse motivo que ele ficou fora.

Gonzalo Carneiro foi suspenso preventivamente - Marcello Zambrana/AGIF
Gonzalo Carneiro foi suspenso preventivamente
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

O São Paulo diz que foi notificado por Gonzalo Carneiro apenas hoje, mas não vai se manifestar sobre o caso por enquanto porque, em tese, a questão não envolve diretamente o clube.

Se não quiser a contraprova ou se o novo exame confirmar o resultado do primeiro, o atacante será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem e pode receber uma longa punição.

Veja outras declarações de Bruno Alves:

O que fica de positivo do Paulistão

- Nosso time mostrou muita superação no decorrer do campeonato, principalmente nessa segunda fase. Na final a gente jogou de igual para igual. No meu ponto de vista, fizemos um grande jogo contra o Corinthians no Morumbi, onde nós merecíamos um resultado melhor. Jogamos de igual para igual na arena. O campeonato foi decidido no detalhe. Agora é levantar a cabeça e pensar no Brasileiro.

O que faltou na final?

- É difícil. Eu fui dormir 4h e acordei 7h30. Devido à adrenalina do jogo, tudo que ocorreu... É difícil falar em um momento desses, mas a gente sai de cabeça erguida. Lutamos, nos superamos. Infelizmente não deu, mas fizemos muita coisa boa.

O que esperar para o Brasileiro?

- A expectativa é boa. O elenco se encontrou nessa reta final e, com a chegada dos reforços, tem tudo para fazer um grande Campeonato Brasileiro e uma grande Copa do Brasil.

Estratégia da final

- O Corinthians teve que sair um pouco mais para o jogo e a gente não estava conseguindo encaixar os contra-ataques que precisava. Infelizmente o título não veio, a gente fica bastante chateado, mas sábado já tem um novo campeonato, uma nova história.

Mais Futebol