Topo

Muros do Allianz Parque são pichados com "Fora Leila" e "Time pipoqueiro"

10/04/2019 12h42

Hoje, dia do jogo contra o Junior de Barranquilla, da Colômbia, às 21h30, pela Libertadores, os muros do Allianz Parque amanheceram pichados. Os alvos do protesto foram o time do Palmeiras, o atacante Borja, a patrocinadora e conselheira Leila Pereira e até a Mancha Verde, principal organizada do clube.

Imagens publicadas pelo perfil do Twitter "Palmeirense News" mostram as pichações "Time pipoqueiro", "Fora Borja" e "MV vendida", em mensagem endereçada à organizada. São exibidas ainda faixas penduradas na bilheteria com as inscrições "Diga não aos mercenários" e "Time 100 vergonha", ambas com cifrões em meio às palavras.

Imagens divulgadas pela ESPN ainda mostram pichações com os dizeres "Muito $ (dinheiro), pouca obrigação" e "Fora Leila". A Mancha Verde, principal organizada do clube, que teve sua escola de samba conquistando o último Carnaval paulistano sob patrocínio da Crefisa, ainda não se pronunciou sobre os protestos.

O Palmeiras foi eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, no domingo, no Allianz Parque, após um segundo 0 a 0 diante do São Paulo e a derrota nos pênaltis. Borja, único jogador citado pelas pichações, tem sido reserva de Deyverson desde que o camisa 16 recuperou suas condições físicas, nas últimas quatro partidas. A equipe não faz gol há três jogos.

O time volta a campo hoje, às 21h30, no Allianz Parque, recebendo o Junior, pela quarta rodada do grupo F da Libertadores. O Verdão ocupa a segunda posição da chave, com seis pontos, um abaixo do San Lorenzo, que assumiu a ponta depois de derrotar os comandados de Felipão na semana passada, em Buenos Aires.