PUBLICIDADE
Topo

FPF rebate crítica de Felipão e defende autoridade do árbitro mesmo com VAR

Arthur Sandes e Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo

10/04/2019 12h32

Três dias após Luiz Felipe Scolari cogitar tirar os jogadores do Palmeiras de campo após intervenção do VAR, a Federação Paulista de Futebol (FPF) aproveitou uma entrevista coletiva em sua sede para responder às reclamações. O técnico do Palmeiras alegou que o árbitro de campo "perde autoridade" com a presença do assistente de vídeo, ao que Mauro Silva, ex-jogador e vice-presidente da FPF, respondeu.

"O VAR traz mais justiça e integridade para a competição, mas a autoridade soberana continua sendo o árbitro. [O VAR] É mais uma ajuda, um instrumento, mas a decisão final é sempre do árbitro", explicou Mauro Silva, que teve o discurso engrossado por Ednilson Corona, presidente da comissão de arbitragem da entidade.

"Nunca, [o árbitro] não perde autoridade. O árbitro sempre será o senhor do jogo, como está nas regras", afirmou Corona. "Com a utilização do VAR, o árbitro sempre vai tomar a decisão. Ele marca um pênalti, é uma decisão; se o árbitro de vídeo ver algo, vai informar o árbitro de campo, que vai tomar outra decisão. Se for rever o lance, é mais uma decisão. Então o árbitro de campo sempre é aquele que vai tomar as decisões."

As críticas de Felipão aconteceram após a eliminação do Palmeiras para o São Paulo nas semifinais do Campeonato Paulista. Em entrevista depois do jogo, o treinador afirmou que cogitou tirar os jogadores de campo após o árbitro de vídeo anular o gol marcado por Deyverson.

"Sim. Hoje o lance, depois que foi mostrado, tinha um pé do Deyverson (adiantado). E o pênalti deu o quê lá? Tinha o quê? O julgamento do Moisés, a farsa que foi? Sabe como foi? Quem estava envolvido? Como foi o voto dos quatro jogos? É uma vergonha. Não adianta ficar reclamando porque vamos receber lenços do dirigente lá... Não tem que mandar lenços, tem que mandar o que é correto. O correto era o pênalti", disse Felipão, lembrando do pênalti anulado pelo árbitro de vídeo no primeiro jogo.