PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Thiago Mendes dá receita para gols de longe no São Paulo: 'Trabalho'

Thiago Mendes marcou o gol da vitória do São Paulo sobre o Cerro Porteño - AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE
Thiago Mendes marcou o gol da vitória do São Paulo sobre o Cerro Porteño Imagem: AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE

21/01/2016 15h16

Thiago Mendes chegou ao São Paulo em dezembro de 2014 após batalha nos bastidores com o Palmeiras para tirá-lo do Goiás. Pouco mais de um ano depois, o volante deixou de ser apenas uma aposta no Morumbi para ser um dos pilares da equipe e já começou esta temporada em grande estilo ao fazer o gol do 1 a 0 no amistoso contra o Cerro Porteño (PAR) na última quarta-feira.

"Estamos no início de um bom trabalho, e é sempre gratificante começar a temporada com o pé direito. Estamos contentes com a vitória, mas sabemos que o importante é dar sequência aos ajustes para entrarmos bem na Libertadores e no Campeonato Paulista. O Cerro tem um bom time, disputará a Libertadores e serviu como um bom termômetro", destacou.

Com o tento anotado diante do Cerro no Defensores del Chaco, em Assunção, Thiago chegou a três gols em 57 partidas pelo São Paulo. Curiosamente, todos os gols do marcador foram anotados em finalizações de fora da área: o primeiro, em jogo da Copa do Brasil contra o Ceará, em Fortaleza, e o segundo, na vitória por 3 a 2 sobre o Figueirense no Campeonato Brasileiro.

"Estou muito feliz com meu momento com a camisa do São Paulo. Terminei bem 2015, mas infelizmente não conseguimos conquistar títulos. Espero que 2016 seja de troféus para o clube. Contra o Cerro Porteño fui feliz na finalização, mas acredito que isso seja fruto do trabalho que realizo todos os dias. Espero dar continuidade e crescer cada vez mais", projetou.

Na partida contra o Cerro, Thiago Mendes atuou mais recuado do que seu parceiro na marcação, o volante Hudson. Ainda assim, a jogada do gol da vitória foi trabalhada pela dupla e teve a participação do centroavante Alan Kardec com uma assistência. No fim, Thiago foi substituído por Wilder.

Esporte