PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians conhecerá seus rivais na Sul-Americana 2021 nesta sexta-feira

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

09/04/2021 05h00

Classificação e Jogos

Nesta sexta-feira a Conmebol realiza o sorteio da Copa Sul-Americana de 2021. Atendendo às recomendações de organismos internacionais e às indicações sanitárias do Paraguai com base na pandemia da covid-19, o evento não terá a participação presencial dos representantes dos clubes.

O torneio continental terá um formato inédito a partir deste ano. Antes, as equipes se enfrentavam em mata-matas desde o início. Agora, há uma fase de grupos, disputada por seis times brasileiros, seis argentinos e os quatro eliminados na terceira fase da Copa Libertadores, além dos 16 classificados da primeira fase da Sul-Americana. Os 32 clubes serão divididos em oito grupos de quatro cada.

Para definir os potes do sorteio, será utilizado o Ranking de Clubes da Conmebol. Os cabeças de chave serão os mais bem colocados, enquanto a segunda e terceira linha serão compostas pelas equipes subsequentes. Já a última vaga será formada pelos quatro times da Fase 3 da Libertadores e os quatro clubes seguintes do ranking.

As equipes do mesmo país não poderão ficar na mesma chave, exceto as que forem oriundas da terceira fase da Libertadores.

Classificam-se às oitavas de final os primeiros colocados de cada grupo. Eles vão se juntar com os oito terceiro colocados da fase de grupos da Libertadores.

23º colocado no ranking da Conmebol, o Corinthians está confirmado como cabeça de chave. Com isso, o time não poderá cair no mesmo grupo que Athletico-PR , Independiente e Lanús, outros times já assegurados no pote 1, além de Atlético-GO, Ceará e Bragantino, os outros brasileiros garantidos no torneio.

Em compensação, o time alvinegro pode ter pela frente equipes já conhecidas, como Deportivo Tolima, da Colômbia, carrasco dos brasileiros na Libertadores de 2011, Jorge Wilstermann, da Bolívia, e Talleres, Newell's Old Boys e Rosário Central, da Argentina.

E além do formato, a premiação também mudou. Houve um aumento de US$ 11,8 milhões (cerca de R$ 65 milhões). Por entrar na fase de grupos, caso o Corinthians fique com a taça ao final da competição, algo que jamais aconteceu, embolsará também 6,8 milhões de dólares, cerca de R$ 36 milhões na cotação atual.

Veja a premiação a ser paga a cada fase:

Primeira fase: US$ 225 mil por jogo como mandante.
Fase de grupos: US$ 300 mil por jogo como mandante
Oito eliminados na primeira fase: US$ 120 mil
Oitavas de final: US$ 500 mil
Quartas de final: US$ 600 mil
Semifinal: US$ 800 mil
Vice-campeão: US$ 2 milhões
Campeão: US$ 4 milhões

Corinthians