PUBLICIDADE
Topo

Santos

Com pouco dinheiro, Santos aposta em "criatividade" para renovar contratos

Kaio Jorge é uma das prioridades para renovação  - Ivan Storti/Santos FC
Kaio Jorge é uma das prioridades para renovação Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

08/03/2021 06h00

Sem grandes recursos financeiros, o Santos aposta na "criatividade" para renovar contratos perto do fim. O presidente Andres Rueda quer implantar um sistema de meritocracia.

Como a base salarial não pode ser alta, o clubequer recompensar os jogadores após metas alcançadas. A ideia é deixar o elenco motivado, sem aumentar consideravelmente a folha.

"Estamos implantando a renovação através de metas. Aumento a partir de 10, 20, 30 jogos como titular. Temos que remunerar melhor o fora de série, futebol é assim. Isso incentiva o jogador porque salário não se congela e a gente blinda o clube. Não podemos gastar salários altos com quem não traz resposta para o clube. Iniciamos essa metodologia na base e pretendemos levar ao profissional. É como no caso do Ricardo Oliveira, bom exemplo. Aposta trouxe resultado e salário acompanhou rendimento em campo", disse Rueda, à TV Santa Cecília.

A maior preocupação do Santos é renovar com Kaio Jorge. O atacante de 19 anos tem contrato até dezembro e, a partir de julho, pode assinar um pré-acordo para sair de graça em janeiro.

Para não perdê-lo sem lucrar, o clube aceita aumentar o salário, elencar bonificações e não descarta uma venda.

"Fazemos o possível para isso não acontecer (sair de graça). Estamos em desvantagem comercialmente, mas tentamos passar para ele a importância de renovar com o clube no aspecto profissional, visibilidade, investimento feito pelo clube. E até financeiro", afirmou o presidente.

Outros casos pendentes são Carlos Sánchez (julho), Jonathan Copete (junho) e Derick (setembro). Não houve avanço nas últimas semanas.

Santos