PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Felipe Azevedo projeta jogo contra o Corinthians e diz que Timão deve se preocupar com o América

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

27/10/2020 14h32

Um dia antes da partida contra o Corinthians pela Copa do Brasil, o atacante Felipe Azevedo, do América-MG, participou da live da Gazeta Esportiva e falou sobre o grande jogo. O jogador pregou respeito ao rival, inclusive considerando o time paulista como favorito no confronto, mas também disse que o Timão deve se preocupar com o Coelho.

"Acho que (deve se preocupar) sim. A gente tem que valorizar o nosso trabalho também. O Corinthians tem todos os méritos, é o favorito, mas a gente vem fazendo nosso trabalho bem feito na Série B e na Copa do Brasil. E vamos para fazer um grande jogo".

Ver essa foto no Instagram

Gazeta Esportiva (@gazetaesportiva) em

Com a empolgação da torcida no Instagram, muitos disseram que o América pode ser considerado favorito neste duelo. O atleta garante que não, que a estratégia do time é manter a concentração e ir conquistando seus objetivos aos poucos, a começar pela partida desta quarta-feira.

"Às vezes porque o nosso momento é melhor as pessoas acabam colocando a gente como favorito, mas acho que não. Temos que ter os pés no chão, entrar para fazer uma boa partida. Tem que ter cautela para fazer um jogo equilibrado. Depois, se a gente passar, pode comemorar alguma coisa. Antes disso não".

Foto: Divulgação/América-MG

Nos dois últimos jogos do Coelhão na Copa do Brasil, contra a Ponte Preta, Felipe Azevedo foi decisivo, marcando nas duas partidas que garantiram a classificação da equipe às oitavas de final. O jogador disse, atualmente, o futebol brasileiro está muito nivelado, e que uma classificação com mais um gol seria a situação perfeita.

"É um jogo que tem uma repercussão enorme, então seria perfeito um gol e uma classificação. Meio a zero para nós está ótimo (risos). É um mata-mata, um jogo difícil. Acho que o importante é não perder. É vir aqui, fazer um jogo equilibrado, se puder ganhar vamos ganhar, mas um empate não é ruim. O importante é não perder para poder decidir em casa".

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.

Futebol