Palmeiras: Como volta de Mayke ajuda Abel a driblar ausência de Gómez

O retorno próximo do lateral-direito Mayke é motivo de comemoração para o técnico Abel Ferreira. Além de contar com mais uma opção ofensiva, a volta do camisa 12 ajuda o português a "reorganizar" seu sistema defensivo após a lesão de Gustavo Gómez.

O que aconteceu

Abel poderá retomar a "dobradinha" Mayke e Marcos Rocha pelo lado direito, com o camisa 12 atuando como ponta e o camisa 2 como terceiro zagueiro.

A formação ajudaria Abel a "abrir mão" de um zagueiro justamente quando perde Gustavo Gómez. O capitão sofreu uma fratura no pé no clássico contra o Corinthians e pode ficar fora até o fim do Paulistão.

O Palmeiras vinha atuando com três zagueiros de origem desde a lesão de Mayke e precisou mudar após fratura de Gómez. Gómez, Luan e Murilo formaram o trio no início da temporada.

Abel, porém, viu o Palmeiras "exposto" em seu primeiro jogo sem o paraguaio: "Jogando assim, sem três zagueiros, ficamos expostos", disse após vitória sobre o Mirassol.

Dessa forma, a volta e Mayke "liberaria" Rocha para atuar na zaga. Na Supercopa do Brasil, por exemplo, Abel escalou a dupla.

Por outro lado, o treinador teria que abrir mão de um meio-campista ou atacante. O time vem sendo escalado com quatro meias e dois no ataque.

A briga ficaria entre Richard Ríos, Gabriel Menino e Aníbal Moreno. Zé Rafael e Raphael Veiga são pilares do setor com maior concorrência do Palmeiras.

O próximo compromisso do Palmeiras é contra a Portuguesa, no Canindé. O jogo será amanhã, às 19h30 (de Brasília), pelo Campeonato Paulista.

Continua após a publicidade
Siga o UOL Esporte no

Deixe seu comentário

Só para assinantes