Presidente do Santos se desculpa por rebaixamento: 'Completamente arrasado'

O presidente do Santos, Andres Rueda, gravou um vídeo se desculpando pelo rebaixamento do Santos dois dias após o clube cair de divisão pela primeira vez na história.

O que aconteceu

Rueda pediu perdão e afirmou que errou. Em vídeo publicado nas redes sociais do Santos, o presidente descreveu o rebaixamento como uma "mancha na nossa história gloriosa".

Ele disse que está completamente arrasado e que a dor da queda vai acompanhá-lo para sempre. O dirigente acrescentou que as dificuldades financeiras do clube não justificam o fracasso esportivo no ano, mas ponderou que as forças foram divididas com os "desafios administrativos".

Nação santista, em nome da gestão, quero pedir perdão a vocês, do fundo do meu coração. Errei, estou completamente arrasado por este capítulo triste na história do clube, uma mancha na nossa história gloriosa. E essa dor vai me acompanhar para sempre. As dificuldades financeiras que passamos não justificam o fracasso esportivo que tivemos. Tentamos acertar, nos dedicamos dia e noite, mas os desafios administrativos e financeiros dividiram nossas forças. Andres Rueda

O que mais ele disse

Resultado triste: "Ninguém jamais pensaria em um resultado como este, que trouxe tanta tristeza a todos os santistas".

Continua após a publicidade

Pedido sobre eleições: "Peço encarecidamente a todos os sócios que votem nesse sábado para a escolha do novo presidente do Santos de forma ordeira e pacífica, para que o clube tenha mudanças e retorne ao lugar de direito e a dias melhores".

Apoio da torcida: "Novamente peço desculpas na expectativa que o Santos recupere sua força com o apoio da sua torcida, que não abandonou o time nos momentos mais difíceis e certamente mostrará toda sua força e amor incondicional onde e como o Santos estiver".

Presidente sumido e salários atrasados

Rueda não esteve na Vila para o jogo decisivo contra o Fortaleza e depois ficou ausente do CT Rei Pelé. Diante da própria torcida, o Santos foi derrotado por 2 a 1 e terminou na 17ª posição do Brasileiro, caindo para a segunda divisão. Após a partida, o caos se instalou nos arredores do estádio.

Torcedores invadiram a vila ontem à procura do presidente. O mandatário santista não estava no local.

O clube atrasou os salários de jogadores e funcionários. Até a manhã de hoje, sexto dia útil de dezembro, os depósitos não chegaram e justificativas também não foram dadas. Durante a gestão, o presidente se vangloriava de pagar os vencimentos em dia.

Continua após a publicidade

O Santos terá eleições amanhã e prepara um grande esquema de segurança. Rueda não tentará a reeleição, e os candidatos são: Marcelo Teixeira, Mauricio Maruca, Ricardo Agostinho, Rodrigo Marino e Wladimir Mattos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes