Por que Palmeiras projeta time ainda mais competitivo para 2024?

O Palmeiras teve um 2023 com três títulos: Supercopa do Brasil, Paulistão e Brasileirão. Agora, o clube projeta um time ainda mais competitivo para a próxima temporada.

Por quê?

O UOL apurou que a ideia da presidente Leila Pereira segue a mesma para o ano que vem: não negociar nenhum jogador do time titular. O Palmeiras irá negociar atletas, mas não quer mexer na estrutura vencedora dos últimos anos do time de Abel Ferreira.

Reforços pontuais irão chegar. Além da manutenção dos titulares, o Alviverde quer contratar mais três ou quatro atletas: outro meio-campista, um meia criador e um atacante. A equipe já anunciou a chegada do meio-campista Aníbal Moreno, ex-Racing, para 2024. Caio Alexandre, do Fortaleza, é um dos nomes que a diretoria iniciou conversas.

Poder de investimento mais alto. O Palmeiras não abriu os cofres em 2023 porque gastou demais, e mal, em 2022 com contratações. A avalição era de que o clube precisava segurar os gastos para não comprometer as contas neste ano — mas a história irá mudar para o ano que vem.

Sequência de Abel Ferreira. O técnico português está na mira do Al Sadd, do Qatar, mas após o título do Brasileirão deu declarações que animaram a diretoria do Palmeiras por uma permanência pelo menos até o final de seu contrato, em 31 de dezembro de 2024.

Palmeiras quer renovar com Abel até dezembro de 2027. Segundo a coluna Mercado da Bola, do UOL, o Verdão trabalha para oferecer muito em breve um novo acordo até dezembro de 2027, que coincidiria então com o fim de um eventual segundo mandato presidencial de Leila Pereira. A negociação passaria ainda por uma valorização salarial e um bônus pela assinatura do acerto.

Base seguirá como grande aliada

João Paulo Sampaio, coordenador geral de base do Palmeiras, com as Crias da Academia que participaram da campanha do título brasileiro
João Paulo Sampaio, coordenador geral de base do Palmeiras, com as Crias da Academia que participaram da campanha do título brasileiro Imagem: Cesar Greco/Palmeiras
Continua após a publicidade

Pela falta de reforços, Abel precisou recorrer à base do Palmeiras em 2023 — que nos últimos anos empilhou títulos contra rivais.

O técnico é contrário à ideia de que os garotos precisam carregar a responsabilidade de resolver os problemas do Palmeiras, mas eles têm correspondido muito bem.

Nomes como Naves, Fabinho, Luis Guilherme e Estevão devem receber ainda mais oportunidades em 2024.

Canal do Palmeiras no WhatsApp

Quer saber tudo o que rola com o Palmeiras sem precisar se mexer? Conheça e siga o novo canal do UOL dedicado ao time no WhatsApp.

Siga o UOL Esporte no

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes