PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Como foi a temporada de Vital e Ramiro, que agora voltam ao Corinthians

Mateus Vital passa a bola para Ramiro durante jogo do Corinthians da Sul-Americana de 2019 - Raúl Martínez/EFE
Mateus Vital passa a bola para Ramiro durante jogo do Corinthians da Sul-Americana de 2019 Imagem: Raúl Martínez/EFE

Do UOL, em São Paulo

07/07/2022 04h00

Mateus Vital e Ramiro são esperados no CT Joaquim Grava hoje (7) para a reapresentação ao Corinthians, após empréstimos ao exterior. O meia volta da Grécia, e o volante dos Emirados Árabes Unidos. Ambos vêm de temporada de mais de 30 jogos disputados, não sofreram com lesões nos últimos meses e estão em plena atividade.

Vital fez 40 partidas com o Panathinaikos, entre setembro de 2021 e maio deste ano. Aos 24 anos, ele funcionou como jogador de elenco e só atuou por 90 minutos em quatro partidas. Foram 1.700 minutos durante toda a temporada na Grécia, com uma assistência e três gols marcados -dois deles nas quartas de final da Copa da Grécia, da qual o time acabaria sendo campeão. Foi usado na maioria das vezes como meia pelo lado esquerdo.

O meia teve bom início de temporada no Corinthians em 2021 e viveu fase artilheira atuando na faixa central do gramado, mas caiu de produção quando escalado por Sylvinho nos lados do campo. Meses depois o então treinador corintiano deu o aval para seu empréstimo, e Vital deixou o clube já pensando em voltar. "Se for da vontade de Deus, um dia poderei voltar para seguir honrando o manto alvinegro", disse na ocasião.

Agora Vital está de volta, após período de "grande aprendizado" no futebol europeu, como ele mesmo já declarou. Seu contrato vai até dezembro de 2023, e o Corinthians calcula que o jogador vale até 5 milhões de euros (cerca de R$ 27,6 milhões). Ele chegou a ser alvo de proposta de empréstimo do Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, mas o negócio foi rejeitado pelo Alvinegro.

Ramiro, por sua vez, teve mais protagonismo no clube em que esteve emprestado. Ele foi titular em todas as partidas que fez pelo Al Wasl, o mesmo que agora tentou contratar Vital. Foram poucas substituições por lá, com 2.936 minutos somados em campo e participação em oito gols (seis assistências e dois marcados). Em todo este período foi comandado pelo técnico brasileiro Odair Hellmann.

Ele foi mais usado no centro do campo do que pela direita, como muitas vezes havia jogado no Corinthians, e chegou a classificar o período no futebol árabe como "uma temporada fantástica" e de rápida adaptação.

Contratado pelo Alvinegro em janeiro de 2019, Ramiro também foi emprestado com aval de Sylvinho. À época, o Corinthians tentava abrir espaço na folha salarial para a contratação de reforços —Giuliano, Renato Augusto e Willian naquela janela de transferências. O volante chegou a ter sequência de jogos na reta final no clube, mesmo sabendo que estava de saída. Agora de volta, ele tem apenas mais seis meses no atual contrato.

Mateus Vital e Ramiro só podem fazer suas reestreias pelo Corinthians a partir do dia 18, quando reabre o período de inscrições de jogadores. Até lá, eles são desfalques em três jogos: Flamengo (domingo, 10, pelo Brasileirão), Santos (quarta-feira, 13, pela Copa do Brasil) e Ceará (dia 16, pelo Brasileirão). Outro jogador que estava emprestado e volta nas mesmas condições é o centroavante Nathan Palafoz, que ainda não tem nenhum jogo como profissional no Alvinegro.

Corinthians