PUBLICIDADE
Topo

Corinthians: Ramiro festeja temporada 'fantástica' nos Emirados Árabes

Ramiro está emprestado pelo Corinthians ao Al-Wasl (EAU) até o dia 30 de junho de 2022  - Divulgação/ Al-Wasl
Ramiro está emprestado pelo Corinthians ao Al-Wasl (EAU) até o dia 30 de junho de 2022 Imagem: Divulgação/ Al-Wasl

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

20/01/2022 18h52

De toda a longa lista com mais de 15 jogadores emprestados pelo Corinthians a outros clubes espalhados pelo mundo, o nome de Ramiro talvez seja o de maior destaque neste momento. Cedido ao Al-Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, até o fim de junho desta temporada, o volante tem sido protagonista no Oriente Médio com titularidade em todos os jogos desta temporada.

Comandado por Odair Hellmann, treinador com passagens por Internacional e Fluminense, Ramiro tem sido peça-chave na equipe que recentemente garantiu vaga nas semifinais da Copa do Príncipe. Em 19 partidas na temporada, o volante do Corinthians anotou dois gols, distribuiu sete assistências aos seus companheiros e terminou o primeiro turno do campeonato nacional como o segundo atleta com mais passes decisivos do torneio.

"Tem sido uma temporada fantástica para mim. Me adaptei bem ao clube, ao país. Tenho conseguido desempenhar o meu futebol. Agradeço muito a comissão técnica liderada pelo Odair Hellmann. Eles foram fundamentais para essa rápida ambientação", comemora o volante.

Depois de duas temporadas e meia em São Paulo, período em que contabilizou 106 partidas pelo Corinthians, Ramiro foi emprestado aos árabes com a intenção de ser vendido ao fim de seu contrato. No acordo, o Timão estipulou um valor de compra de US$ 4 milhões (R$ 21,6 milhões na cotação atual). O Al-Wasl tem até o dia 30 de julho para avisar a diretoria corintiana se exercerá seu direito previsto em contrato.

Enquanto a situação não é definida e o tempo não passa, o meio-campista segue focado na temporada e não pensa se retornará ao Brasil ou se permanecerá no Oriente Médio. O time de Ramiro é o nono colocado na liga nacional e tenta uma vaga para a Liga dos Campeões da Ásia, competição que garante vaga ao Mundial de Clubes da Fifa.

"Eu não penso nessa situação no momento. Deixo isso para os dois clubes resolverem. O meu foco total está em manter o bom desempenho que alcancei até o momento e atingir os objetivos traçados pelo Al Wasl na temporada".