PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Salah busca revanche contra o Real para lavar a alma em ano de frustrações

Salah quer sua vingança sobre o Real Madrid após final perdida e eliminação para o time espanhol nas últimas  - Angel Martinez/Getty Images
Salah quer sua vingança sobre o Real Madrid após final perdida e eliminação para o time espanhol nas últimas Imagem: Angel Martinez/Getty Images

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

26/05/2022 04h00

Classificação e Jogos

A final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid, neste sábado (28), virou questão pessoal para Mohamed Salah. O atacante está jurando o time espanhol desde as semifinais, com sede de vingança pela decisão perdida quatro anos atrás. Para ele, o título europeu seria um "acerto de contas" em uma temporada de frustrações.

"Estou motivado até o teto. Especialmente com o que aconteceu da última vez [em 2018], o que aconteceu no domingo [a perda do título inglês]. Todos estão motivados para ganhar a Champions League", declarou o craque em entrevista coletiva, ontem (25).

Assista à final da Champions League e tenha acesso a um universo de conteúdo exclusivo.

Sergio Ramos, do Real Madrid, puxa o braço de Mohamed Salah, do Liverpool, durante a final da Liga dos Capeões de 2018 - VI-Images/VI-Images via Getty Images - VI-Images/VI-Images via Getty Images
Sergio Ramos, do Real Madrid, puxa o braço de Mohamed Salah, do Liverpool, durante a final da Liga dos Capeões de 2018
Imagem: VI-Images/VI-Images via Getty Images

Salah e o Liverpool têm o Real Madrid engasgado. A referência óbvia é a final da Champions League de 2018. O egípcio teve que substituído aos 13 minutos após disputar uma bola com Sergio Ramos, ter o braço preso pelo marcador e cair no chão sobre o ombro esquerdo. Ele deixou o gramado chorando, e só no hospital ficou sabendo que o Liverpool perdeu por 3 a 1. "Foi o momento mais difícil da minha carreira. Nunca tive uma sensação como aquela no futebol", lembrou o camisa 11 ontem.

Os dois times se reencontraram nas quartas de final do ano passado, e de novo deu Real Madrid. Salah fez um gol no jogo de ida, na Espanha, mas a noite era toda de Vinícius Jr., e o time merengue abriu caminho para a classificação com outra vitória por 3 a 1. Se levarmos todo o retrospecto em consideração, nas últimas quatro Champions o Liverpool caiu para o time espanhol duas vezes —e foi campeão em uma, em 2019.

Não à toa, logo após a classificação do Liverpool para a final desta edição, no começo de maio, Salah deixou claro que gostaria de reencontrar o Real Madrid. "Tenho que ser honesto. Se você me perguntar pessoalmente, eu quero jogar contra o Real Madrid. Quero enfrentá-los novamente", disse na ocasião.

O desejo se realizou no dia seguinte, quando o clube merengue eliminou o Manchester City na prorrogação. No apito final desse jogo, o egípcio deixou suas intenções claras nas redes sociais. "Temos contas a acertar", escreveu. Ele tem apenas um gol no mata-mata desta Champions —contra a Inter, nas oitavas— e não esteve em suas melhores condições físicas nos últimos dias, mas deve jogar a decisão de qualquer forma.

A revanche esquentou o clima para a decisão da Champions. Casemiro respondeu dizendo que "cada um escolhe o que quiser". Ancelotti ponderou que "também pode ser uma vingança para o Real", que da última vez que perdeu uma final europeia foi justamente para o Liverpool, em 1981.

As frustrações de Salah na temporada

Salah anda cabisbaixo pelo campo após derrota do Liverpool para o Chelsea  - Naomi Baker/Getty Images - Naomi Baker/Getty Images
Salah anda cabisbaixo pelo campo após derrota do Liverpool para o Chelsea
Imagem: Naomi Baker/Getty Images

Há de se argumentar que o Liverpool vive temporada histórica, com títulos da Copa da Inglaterra e da Copa da Liga, mas por outro lado amargou o vice-campeonato inglês no último domingo (22). Individualmente, Salah tinha tudo para ser o artilheiro do campeonato, jogou meia hora no sacrifício e ainda fez um gol, mas teve que dividir a artilharia com Heung-Min Son, que fez dois pelo Tottenham e o alcançou: 23 para cada. Não dá para vencer tudo.

Na seleção, por outro lado, os últimos meses de Salah foram de provações. O Egito sofreu duas derrotas históricas para Senegal no intervalo de dois meses, ambas nos pênaltis: primeiro na final da Copa Africana de Nações, em que o camisa 10 nem teve a oportunidade de fazer sua cobrança; depois na repescagem para a Copa do Mundo deste ano, em que ele bateu para fora.

Liverpool e Real Madrid entram em campo às 16 horas (de Brasília) de sábado, no Stade de France, nos arredores de Paris. O maior jogo da temporada europeia é o ponto alto para qualquer jogador, é claro, mas para Salah pode ter um gostinho especial de revanche. Ou mais uma decepção.