PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Conselho de Pelé embala Rodrygo na final da Champions: 'Não ter medo'

Rodrygo vive a melhor temporada no Real Madrid: 48 jogos, nove gols e nove assistências - David Ramos/Getty Images
Rodrygo vive a melhor temporada no Real Madrid: 48 jogos, nove gols e nove assistências Imagem: David Ramos/Getty Images
Bruno Andrade

Mora em Lisboa desde 2015. Começou a carreira no LANCE! e depois virou correspondente internacional da Goal.com. Atualmente, trabalha também no Maisfutebol e na CNN/TVI, ambos de Portugal - esteve antes no jornal O JOGO e Canal 11.

Enviado especial a Paris, França

25/05/2022 04h00

"Nunca tenha medo de nada. Faça o que tiver vontade de fazer, jogue sempre o seu futebol".

Rodrygo não esquece o conselho de Pelé, num encontro particular, poucos dias antes de ser apresentado como reforço do Real Madrid, em junho de 2019. É embalado pelas palavras do Rei do Futebol que o jovem atacante sonha entrar em campo neste sábado, contra o Liverpool, no Stade de France, em Paris, para levar o clube merengue ao décimo quarto título da Liga dos Campeões.

"Eu sempre procuro escutar os mais velhos e, em se tratando do Rei, do maior de todos os tempos no futebol, com certeza vou levar para campo todos os conselhos dele. É o nosso maior ídolo e sempre demonstra apoio e carinho por mim, sou muito grato e honrado por isso. E, com certeza, não temos de ter medo. Temos muito respeito pelos adversários, mas medo não podemos ter, principalmente em um jogo como esse", revelou o brasileiro, em entrevista ao UOL Esporte.

Herói merengue na histórica semifinal diante Manchester City, na partida de volta, no Santiago Bernabéu, com dois gols na vitória de virada por 3 a 1, o ex-santista diz, em tom de brincadeira, que não está com dores nas costas.

"(Risos) Dor nas costas? É uma camisa pesada. É uma camisa com muita história e muitas conquistas, mas sabemos que temos que fazer a nossa parte em campo. Só camisa não ganha nada. Tudo que nos levou até aqui foi mérito do grupo, da comissão técnica, do clube, dos torcedores... é uma junção de tudo que nos deixa sempre mais fortes e sempre acreditando até o fim", destacou.

O duelo em solo francês vai muito além da oportunidade ser campeão europeu pela primeira vez. O adversário inglês é especial. Antes de fechar com o Real, o atacante chegou a ser alvo de forte interesse do Liverpool. O treinador alemão Jurgen Klopp, inclusive, é até hoje fã confesso nos bastidores do jogador de 21 anos.

"O Liverpool é um grande clube, outro gigante da história do futebol, e tenho muito respeito por eles. Sobre questões de negociações, sempre deixei na mão dos meus empresários e do meu pai. Naquela época, eu só pensei em jogar futebol. Eu sempre tive o sonho de jogar pelo Real Madrid. Sou muito realizado por estar vivendo todos esses momentos. Independentemente do adversário, é a realização de um sonho estar em uma final de Liga dos Campeões. Espero que a gente possa sair com essa conquista", reforçou.

O passado, o presente e também o futuro de Rodrygo passam pelo Real Madrid, com quem o camisa 21 tem contrato até junho de 2025. O projeto é continuar buscando novas glórias nos merengues, especialmente ao lado do amigo e compatriota Vinicius Junior.

"Eu e Vini nos damos muito bem, desde a época da base da seleção, e é um privilégio poder viver esses momentos ao lado dele. Estamos escrevendo nossos nomes, construindo as nossas histórias, e se Deus quiser vamos sempre em busca de mais. É um grande companheiro, que me ajuda muito no dia a dia, assim como outros atletas do elenco, que são exemplo pra mim, pela experiência e história no futebol", finalizou.

Retrospecto na Liga dos Campeões

Rodrygo á participou de três edições da Liga dos Campeões (2019/20, 2020/21 e 2021/22) pelo Real Madrid. Fez 26 jogos (11 como titular), marcou dez gols e anotou seis assistências. É o jogador sub-21 com a melhor média neste momento e também o brasileiro mais jovem a balançar a rede na história da competição (18 anos e 301 dias).