PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conquista épica! City é campeão inglês com virada sobre o Aston Villa

Torcida do Manchester City celebra conquista do Campeonato Inglês - Hannah Mckay/Reuters
Torcida do Manchester City celebra conquista do Campeonato Inglês Imagem: Hannah Mckay/Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/05/2022 13h56

Classificação e Jogos

Depois de 90 minutos de pura emoção, o Manchester City ficou com o título da Premier League ao vencer o Aston Villa por 3 a 2. Mesmo em casa, os Citizens perdiam por 2 a 0 até os 30min da segunda etapa, quando buscaram uma virada histórica, com dois gols de Gündogan, para ficar com a taça pela quarta vez em cinco temporadas.

O Liverpool não sentiu o gosto da conquista em nenhum momento, pois também saiu atrás do marcador contra o Wolverhampton e só ficou na frente do placar aos 39 minutos da etapa, vencendo no final por 3 a 1. Os Reds começaram atrás por um ponto, chegaram a ficar empatados (perdendo no saldo) e terminaram um ponto atrás: 93 a 92.

22.5.22 - Gabriel Jesus e Jack Grealish, do Manchester City, com o troféu de Campeão da Premier League - Oli SCARFF / AFP - Oli SCARFF / AFP
22.5.22 - Gabriel Jesus e Jack Grealish, do Manchester City, com o troféu de Campeão da Premier League
Imagem: Oli SCARFF / AFP

City e Liverpool saíram atrás no primeiro tempo, mas o time vermelho buscou a igualdade ainda antes do intervalo. Mesmo com o revés, o City ainda foi para os vestiários como campeão, pois naquela altura, os dois clubes estavam empatados com 90 pontos, mas o time de Manchester levava a melhor no saldo de gols.

Os dois times pressionaram demais seus adversários na segunda etapa, contudo o Aston Villa marcou o segundo em Manchester, com Philippe Coutinho, aos 24 minutos. O domínio dos Citizens só se transformou em gols a partir dos trinta, porém vieram três em apenas cinco minutos: Gündogan o primeiro e o da virada, enquanto Rodri fez o segundo. O Liverpol também virou, no entanto, o triunfo de nada adiantou.

City começa mal, mas festeja gol contra o Liverpool

Diferentemente do que é tradicional, a equipe de Guardiola não conseguiu criar muitas chances e pressionar o adversário nos primeiros minutos. A torcida, no entanto, festejou demais o gol do Wolverhampton com apenas dois minutos de bola rolando.

O goleiro José Sá fez um lançamento direto para o atacante Raul Jiménez, que aproveitou o vacilo da defesa para chegar na linha fundo e cruzar para Pedro Neto abrir o marcador diante do Liverpool.

Reds empatam enquanto Citizens crescem

22.5.22 - O atacante senegalês Sadio Mane (esquerda), do Liverpool, comemora gol contra o Wolverhampton - ELLIS / AFP - ELLIS / AFP
22.5.22 - O atacante senegalês Sadio Mane (esquerda), do Liverpool, comemora gol contra o Wolverhampton
Imagem: ELLIS / AFP

O gol do Liverpool e a melhor chance do City aconteceram aos 23 minutos. Em Manchester, De Bruyne carregou até a bola até a entrada da área, mas escorregou. Gabriel Jesus foi rápido para ficar com a sobra e passar para Foden, que bateu de direita e, mesmo com o desvio, raspou a trave.

Já no Anfield Road, Thiago encontrou lindo passe para Mané, que entrou na área com espaço entre os defensores e bateu na saída de José Sá para deixar tudo igual.

Cash marca e aumenta a tensão em Manchester

Com 36 minutos de jogo, o Aston Villa deu sua única finalização certa na primeira etapa e foi o suficiente para ficar em vantagem. Ramsey trouxe a bola pelo lado esquerdo e passou para Digne, que cruzou. Cash acertou uma cabeçada muito forte, nas Cancelo. O goleiro Éderson ainda tocou nela, contudo não impediu o primeiro gol em Manchester.

O tento anotado aumentou as esperanças da torcida do Liverpool, que passou a cantar mais alto em Anfield. Com o apoio das arquibancadas, os Reds pressionaram nos minutos finais antes do intervalo.

Sorte ao lado do City

Apesar de empurrar o Aston Villa no campo de defesa, os CItizens escaparam por muito pouco de levar o segundo, aos nove da etapa final. Olsen lançou Watkins, que avançou até ficar cara a cara com o goleiro e tocar à direita do gol.

Um pouco antes disso, aos seis, o Liverpool chegou a marcar o segundo, mas o tento foi anulado por impedimento. Mané, de cavadinha, mandou para o gol, mas estava em posição irregular.

Coutinho marca e ajuda ex-time

Em mais uma ligação direta da defesa feita por Olsen, Watkins levou a melhor na disputa com a zaga. Ele tocou de cabeça para Coutinho, que tirou Laporte e chutou rasteiro, marcando o segundo do Aston Villa. O meia brasileiro defendeu o Liverpool por cinco temporadas, entre 2012 e 2017.

City, enfim, reage

Rodri marcou o gol de empate para o City - ANDREW YATES/EFE - ANDREW YATES/EFE
Rodri marcou o gol de empate para o City
Imagem: ANDREW YATES/EFE

Enquanto o Liverpool seguia pressionando o Wolverhamtpon, o City, enfim, conseguiu furar o bloqueio do Aston Villa. Aos 30, Sterling cruzou da direita e Gündogan testou firme para o fundo da rede.

Dois minutos depois, Rodri empatou a partida. Zinchenko fez tudo pela esquerda e tocou para a chegada de Rodri, que mandou no cantinho do gol, sem dar chances para o goleiro.

Virada inacreditável

Aos 35 minutos, o Manchester City conseguiu o terceiro gol para explosão da torcida no City of Manchester. De Bruyne ficou com o rebote e cruzou rasteiro na segunda trave. Gundogan, mais uma vez, apareceu para mandar para o gol e decretar a virada.

Liverpool também vira

Em escanteio venenoso de Arnold, Matip cabeceou com um rojão, mas a defesa salvou praticamente em cima da linha. No rebote, na confusão, Salah empurrou para o fundo da rede aos 39min da etapa final. Os Reds ainda anotaram o terceiro aos 42, com Robertson. Ele tabelou com Firmino pela esquerda, recebeu já na entrada da pequena área e bateu cruzado.

Fernandinho vai mal na despedida

O volante brasileiro não teve uma boa atuação em sua última partida com a camisa do City. Desatento, perdeu disputas importantes no meio-campo e foi um fator para a melhora do Aston Villa na reta final da primeira etapa. Não voltou para o segundo tempo, dando espaço para Zinchenko.

Klopp preserva Salah e Van Dijk

Apesar de dizer que os jogadores estavam com condições de jogo, o técnico Klopp não começou a partida com Salah e Van Dijk. O atacante entrou em campo aos 12min do segundo tempo.

No sábado (26), às 16h, o Liverpool disputa a final da Champions League contra o Real Madrid.

Veja vídeo especial do título do Manchester City da Premier League 2021/22

Futebol