PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: O principal jogador do Vasco é a sua torcida

Do UOL, em São Paulo

16/05/2022 17h11

Classificação e Jogos

O Vasco chegou ao G4 da Série B do Campeonato Brasileiro ao vencer ontem (15) o Bahia em São Januário, contando com grande participação do torcedor, com 19.692 presentes apoiando o time comandado por Zé Ricardo, o único invicto nesta edição do campeonato da segunda divisão.

No podcast Posse de Bola #228, Mauro Cezar Pereira afirma que o Vasco deve muito ao seu torcedor pelo resultado que conseguiu e ressalta a participação do torcedor mesmo com o clube jogando pela quinta vez a Série B e sem ter ainda a burocracia resolvida para virar SAF e poder se reforçar como faz o Botafogo.

"O Vasco tem que agradecer ao seu principal jogador, que é a sua torcida. A torcida do Vasco está dando mais uma demonstração, se o John Textor fosse a São Januário ontem, ele iria ficar aos prantos durante uma semana. Eu não estou falando de um time que tem investidor botando grana, ainda não tem, montando um time forte e jogando Série A, é um time na Série B, com quatro rebaixamentos, é a quinta vez que o Vasco joga a Série B de 2009 para cá", diz Mauro.

"Não é pouca coisa, coloque-se no lugar do torcedor do Vasco, é muita pancada que o torcedor do Vasco está sofrendo já há muito tempo e o cara está lá, grande festa em São Januário e o Vasco vence na marra ali com torcedor do lado, São Januário lotado, o que eu acho uma das coisas mais legais do futebol carioca é o estádio do Vasco lotado, porque é um estádio, não é arena, aquela coisa asséptica daquele New Maracanã", completa.

O jornalista ressalta a fidelidade do torcedor vascaíno, mas acredita que o clube precisa se estruturar melhor para brigar pela volta à Série A, pontuando que só o engajamento do torcedor não será o suficiente.

"Isso é fidelidade, isso é paixão, isso é amor, isso é bacana demais, porque o time está em uma situação muito difícil. Algumas torcidas conseguem ser diferentes em alguns momentos, conseguem mostrar um algo mais, isso é histórico, acho que todos os grandes clubes já passaram por momentos assim. Eu acho que nessa era de tanta dificuldade a torcida do Vasco consegue renovar a fé no time mesmo com o time jogando pouco, com o Zé Ricardo sendo questionado, com a burocracia da SAF que não chega, os jogadores não chegaram", diz Mauro.

"O Vasco está indo na força, São Januário, torcida, é 1 a 0 ali brigado contra o Bahia, golaço do menino Figueiredo, um chute de fora da área, e assim o Vasco vai tentando avançar. Acho que precisa durante esse processo conseguir estruturar melhor a equipe para não ser tão dependente de jogos assim em São Januário, vai ser difícil subir só na força da torcida e do seu estádio. Se esse jogo fosse em qualquer outro lugar, dificilmente o Vasco venceria", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol