PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Vasco vence o Bahia com golaço de Figueiredo e entra no G4 da Série B

Figueiredo, do Vasco, comemora gol marcado contra o Bahia em jogo da Série B - Thiago Ribeiro/AGIF
Figueiredo, do Vasco, comemora gol marcado contra o Bahia em jogo da Série B Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

15/05/2022 17h54

Classificação e Jogos

Um golaço de Figueiredo — o primeiro dele como profissional — deu ao Vasco a vitória por 1 a 0 diante do Bahia, na tarde de hoje (15), em São Januário, e, após 44 rodadas, um lugar no G4 da Série B, que pode ser ocupado pelo Grêmio na noite de amanhã, ao fim da sétima rodada.

O resultado no Rio de Janeiro deixa ambas as equipes com 13 pontos. Os baianos ficam com a terceira posição, seguidos pelo Gigante da Colina, invicto na competição, na quarta colocação.

Pela oitava rodada, o Cruz-Maltino enfrenta o Guarani às 21h30 de quinta-feira (19), na Arena da Amazônia. Já o Tricolor de Aço recebe a Ponte Preta na sexta (20), na Arena Fonte Nova, às 21h30.

Quem foi bem: Yuri Lara

Incansável na marcação, Yuri Lara deu sustentação ao meio-campo vascaíno, liberando Nenê para a armação das jogadas. Embora pouco participativo no ataque, o camisa 5 foi essencial no sistema defensivo cruz-maltino diante de uma das melhores equipes da competição.

Quem foi mal: Raniel

Com atuação apagada, Raniel pouco apareceu no ataque do time de Zé Ricardo. Quando se apresentou, sobretudo nos cruzamentos, não conseguiu vencer a zaga baiana pelo alto.

Vasco faz bom primeiro tempo, e recua no fim

Após sofrer com a pressão do Bahia no início do jogo, o Vasco evoluiu na primeira etapa, criou boas oportunidades e abriu o marcador com um golaço de Figueiredo. Mesmo com a vantagem, o time manteve o ritmo até o intervalo. No segundo tempo, porém, os vascaínos recuaram e sofreram para segurar as investidas do Tricolor, usando suas forças ofensivas apenas no contra-ataque e na bola parada.

Bahia equilibra o confronto, mas sem levar perigo

O Bahia começou melhor a partida, foi superado pelo Vasco e depois equilibrou o duelo. Apesar da pressão, o time quase não conseguiu se infiltrar na área adversária, parando no sistema defensivo vascaíno. Diante desse problema, os visitantes tentaram explorar os chutes de fora da área e cruzamentos, mas apresentando pouco perigo à meta de Thiago Rodrigues.

Primeiro gol pelo Vasco foi especial

Momento especial para qualquer jogador, o primeiro gol como profissional foi único para Figueiredo. Em bola ajeitada por Nenê, o atacante vascaíno soltou uma bomba pela intermediária, a bola ganhou curva e venceu o goleiro Danilo Fernandes. "É o sonho de todo moleque", disse ele no intervalo da partida.

G4 após 44 rodadas

Após passar a edição inteira da Série B de 2021 fora do G4, o Vasco pode encerrar uma rodada entre os quatro primeiros pela primeira vez desde o ano passado - somando as duas edições, por 44 rodadas. Para isso, basta que o Grêmio perca ou empate com o Ituano, fora de casa, na noite de amanhã, encerramento da rodada.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 X 0 BAHIA

Competição: Campeonato Brasileiro - Série B, sétima rodada

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data e horário: 15 de maio de 2022 (domingo), às 16h (de Brasília)

Árbitro: Raphael Claus (SP)

Assistentes: Neuza Inês Back (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP)

VAR: Igor Júnio Benevenuto de Oliveira (MG)

Cartões amarelos: Quintero (VAS), Nenê (VAS), Yuri (VAS) e Palacios (VAS); Marco Antônio (BAH, Rildo (BAH) e Daniel (BAH)

Gols: Figueiredo (VAS), aos 21 minutos do 1º tempo

VASCO: Thiago Rodrigues; Gabriel Dias (Weverton), Quintero, Conceição e Edimar; Yuri, Andrey (Juninho) e Nenê (Palacios); Pec, Figueiredo (Erick) e Raniel (Getúlio). Técnico: Zé Ricardo.

BAHIA: Danilo Fernandes; Douglas Borel, Ignácio, Didi e Luiz Henrique (Djalma Silva); Patrick (Lucas Falcão), Rezende, Daniel e Marco Antônio (Jacaré); Rildo e Davó (Marcelo Ryan). Técnico: Guto Ferreira.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que foi informado no texto, o próximo jogo do Vasco será na Arena da Amazônia, e não no Brinco de Ouro da Princesa. O erro foi corrigido.

Futebol