PUBLICIDADE
Topo

Santos

Após 'estancar sangria', Bustos planeja mais minutos para Sandry no Santos

Sandry, volante do Santos - Ivan Stot
Sandry, volante do Santos Imagem: Ivan Stot

Lucas Musetti Perazolli

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

19/04/2022 04h00

Sandry tem sido pouco utilizado neste início de trabalho de Fabián Bustos, mas está nos planos do técnico argentino e deve ganhar mais minutos nos próximos jogos pelo Santos no Campeonato Brasileiro, Copa Sul-Americana e Copa do Brasil. O treinador está disposto a "soltar" mais o time depois de duas vitórias consecutivas: Universidad Católica (EQU) e Coritiba.

Desde a eliminação no Paulistão, ainda na fase de grupos, e o período de duas semanas para treinamentos, Sandry só atuou nos acréscimos do empate em 0 a 0 com o Fluminense, no Maracanã, pela primeira rodada do Nacional. O camisa 6 não entrou contra Banfield (ARG), Universidad Católica (EQU) e Coritiba.

Durante a intertemporada, Bustos detectou a necessidade de maior combatividade no meio-campo e priorizou o sistema defensivo. Por isso, Rodrigo Fernández e Willian Maranhão, dois volantes marcadores, foram titulares. Já no último fim de semana, diante do Coxa, o treinador escalou a equipe com Vinicius Zanocelo, de mais mobilidade, na vaga de Maranhão.

Com duas vitórias consecutivas e evolução em alguns aspectos defensivos e ofensivos, Fabián Bustos pretende recolocar Sandry, um meio-campista mais técnico e de menos marcação, aos poucos. O UOL Esporte apurou que argentino vê muito talento no Menino da Vila e prevê sua titularidade no decorrer da temporada. Até lá, porém, quer que o Santos esteja mais equilibrado.

Sandry ainda está em processo de adaptação após cirurgia no joelho em abril de 2021. Ele retornou na reta final do último Campeonato Brasileiro e teve problemas neste início de ano: covid-19 na pré-temporada e uma torção no tornozelo. Agora, com mais tempo para trabalhar e sem pressa da comissão técnica, está 100% fisicamente.

Sandry foi titular na final da Libertadores contra o Palmeiras, em 30 de janeiro de 2021, e rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito em abril, durante um treinamento em Atibaia. Ele era o substituto natural de Diego Pituca, negociado com o Kashima Antlers (JAP).

Aos 19 anos, Sandry soma 50 jogos pelo Santos. Seu contrato termina em 31 de maio de 2026.

Santos