PUBLICIDADE
Topo

Cruzeiro

Estreia do Cruzeiro tem queda no sinal e Ronaldo sem dar entrevista

Filipe Machado chorou ao balançar as redes pelo Cruzeiro na partida contra a URT - Fernando Moreno/AGIF
Filipe Machado chorou ao balançar as redes pelo Cruzeiro na partida contra a URT Imagem: Fernando Moreno/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

26/01/2022 19h30

Classificação e Jogos

O Cruzeiro fez sua estreia no Campeonato Mineiro na tarde de hoje (26). No entanto, muitos torcedores não conseguiram acompanhar a primeira partida da Raposa na temporada de 2022, por um erro na plataforma que tem dos direitos de exibição da equipe no Estadual. No final, Ronaldo ainda se recusou a ser entrevistado.

O clube optou por comercializar seus jogos em uma parceria com o jornal 'O Tempo'. Mas tanto o site como o aplicativo do periódico ficaram fora do ar até o pontapé inicial do confronto contra o URT, na Arena Independência.

Nas redes sociais, a falta de sinal revoltou os cruzeirenses que já haviam comprado os pacotes para acompanhar a equipe de coração no torneio. O plano que dava direito a todos as partidas em casa custava R$ 59,90, sendo que os sócios da Raposa tinham um desconto de 10 reais. Ainda havia a opção de comprar apenas um confronto, que era comercializado a R$ 19,90.

A instabilidade na plataforma fez com que o jornal mudasse de ideia e liberasse, inicialmente, o primeiro tempo com imagens em seu canal no YouTube, fazendo uma "degustação" para todos. No entanto, a falha continuou e toda a partida acabou sendo exibida no YouTube.

As reclamações não foram lidas durante a transmissão, contudo o narrador Osvaldo Reis, o Pequetito, falou sobre elas no intervalo. "Algumas criticas que nós aceitamos e tal, mas o trabalho está chegando para você, está bom? A torcida tem que calma e paciência! Vamos parar de criticar", avaliou.

Na segunda etapa, o comentarista Josias Pereira explicou a situação. "Nosso streaming não suportou a força da torcida celeste. A plataforma já está estável, porém não vamos correr riscos e deixar você sem assistir o jogo. Por isso, foi decidido liberar também o segundo tempo", disse.

Ronaldo se recusa a falar

Com o final da partida, Ronaldo deixou o camarote e passou atrás do gramado para deixar a Arena Independência. A reportagem, que fazia as entrevistas com jogadores na saída de campo, tentou aproveitar para falar com o ex-jogador e sócio majoritário da Raposa, mas ele, cercado por seguranças, se recusou a falar.

Confira alguns dos protestos

Cruzeiro