PUBLICIDADE
Topo

Santos

Santos precisa vencer e torcer por rivais para obter vaga na Libertadores

Camacho é marcado por Rodrigo Nestor, em partida do São Paulo encarando o Santos - Ettore Chiereguini/AGIF
Camacho é marcado por Rodrigo Nestor, em partida do São Paulo encarando o Santos Imagem: Ettore Chiereguini/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

07/12/2021 04h00

Classificação e Jogos

A vitória fora de casa por 1 a 0 sobre o Flamengo, ontem (6), acabou com qualquer chance de rebaixamento da equipe no Brasileirão. Contudo, o triunfo na 37ª rodada também manteve a equipe com esperança de ainda ficar com uma das duas vagas para a pré-Libertadores na próxima temporada.

Para que isso aconteça, a equipe precisa, antes de secar os rivais, vencer o Cuiabá na Vila Belmiro. Com o triunfo, o Peixe chegará aos 52 pontos e ainda terá a possibilidade de ser o sétimo ou oitavo colocado. Caso se confirme o triunfo, será a hora de torcer por ao menos três resultados na última rodada, que terá todos os confrontos na quinta-feira (9), às 21h30.

No entanto, essa chance de terminar em sétimo é bem remota, pois, para que se concretize, o Fluminense precisa perder da Chapecoense em casa. O time catarinense fez apenas 15 pontos e é o lanterna do torneio. O que alimentar a esperança santista é que a Chape precisa vencer para não ser a pior campanha da história dos pontos corridos, marca que é do América-RN, que somou 17 pontos em 2007.

Na luta para ser o oitavo lugar, o Alvinegro precisa ultrapassar as três equipes que atualmente estão com 50 pontos na tabela: América-MG, Atlético-GO e Ceará. Como o Santos, se vencer, vai aos 52, os empates destes times são suficientes.

Para que isso aconteça, o santista precisará torcer por dois de seus três maiores rivais históricos. Isto porquê o São Paulo visita a equipe mineira no Independência e o Palmeiras recebe o time cearense na Arena Barueri. Por fim, será a vez que apostar justamente no Flamengo para ficar com a vaga. A equipe carioca vai até estádio Antônio Accioly para duelar com os goianos.

Caso nenhum desses resultados aconteçam, o Santos estará, ao menos, garantido na próxima edição da Sul-Americana. Com 49 pontos conquistados, o Peixe será, no pior dos cenários, o 14º colocado, o que é suficiente para se classificar ao segundo torneio entre clubes do continente.

"A vitória nos coloca na Sul-Americana com chance de Libertadores. Completo três meses de trabalho dia 9, de entendimento e atenção aos detalhes. Quero agradecer demais a diretoria, o presidente e os jogadores, que compraram ideias que seriam necessárias para esse momento conturbado. Curtir essa vitória, os 49 pontos, a vaga na Sul-Americana e, quem sabe, beliscar uma pré-Libertadores. Amanhã, com cabeça fria, começamos a pensar no futuro", contou o técnico Carille após o triunfo sobre o Fla.

Na partida contra o Cuiabá, o treinador terá um problema para escolher o centroavante. Marcos Leonardo, que anotou quatro gols nas últimas três partidas, recebeu o terceiro amarelo e está suspenso. Assim como ele, Raniel, que entrou em seu lugar ontem (6), também foi amarelado e precisará cumprir suspensão. A tendência é que Léo Baptistão, que retornou de lesão, ganhe nova oportunidade. Diego Tardelli, que ainda se recupera de contusão, é a outra alternativa.

Santos