PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Xavi diz que Messi vencer a Bola de Ouro é justiça futebolística

Xavi celebra gol do Barcelona com Lionel Messi - Reprodução/Instagram @leomessi
Xavi celebra gol do Barcelona com Lionel Messi Imagem: Reprodução/Instagram @leomessi

Do UOL, em São Paulo (SP)

03/12/2021 12h40

Classificação e Jogos

Lionel Messi venceu, pela 7ª vez em sua carreira, o Bola de Ouro (Ballon d'Or), prêmio da revista France Football que elege o melhor jogador do mundo anualmente.

Alguns nomes importantes do mundo do futebol como o ex-goleiro Iker Casillas, o meio-campista Toni Kross e o treinador Jürgen Klopp se mostraram contrários à decisão — eles queriam que Robert Lewandowski, atacante do Bayern de Munique, vencesse o prêmio.

Desta vez, quem se pronunciou sobre a Bola de Ouro foi Xavi Hernández, técnico do Barcelona, e ex-companheiro de Messi. Em coletiva de imprensa, que antecede o jogo contra o Betis, amanhã, às 12h15 (de Brasília), pelo Campeonato Espanhol, Xavi disse que o craque argentino levar o prêmio é uma justiça futebolística.

"Primeiro queria felicitar Alexia Putellas, ela fez história [venceu o prêmio de melhor jogadora do mundo]. Eu a via quando era jovem e já era uma grande profissional, com capacidade. Também queria felicitar o Pedri, que chamou todos da equipe para um jantar depois do prêmio. E sobre Messi, me parece justiça futebolística, é o melhor do mundo e da história", afirmou.

"Acredito que foi Pep [Guardiola] que disse que nunca é injusto que a Bola de Ouro seja dada a Messi. Eu penso o mesmo. Como também merecia Lewandowski mas quando abrem o envelope e dizem Messi, para mim é justo", acrescentou.

Além disso, Xavi explicou por que avalia Messi como o melhor jogador de futebol da história.

"Acredito que Pelé foi o melhor da sua época, Maradona da sua, Di Stéfano talvez, mas tudo evolui... Se em 30 anos sair alguém como Leo [Messi] poderemos dizer que é melhor que ele. Por isso acredito que Leo é o melhor da história", concluiu.

Futebol