PUBLICIDADE
Topo

Liga dos Campeões - 2021/2022

Muller diz que resultado da Bola de Ouro será motivação contra o Barça

Muller comemora gol do Bayern de Munique contra o Barcelona, pela Liga dos Campeões - REUTERS
Muller comemora gol do Bayern de Munique contra o Barcelona, pela Liga dos Campeões Imagem: REUTERS

Colaboração para o UOL, em São Paulo

01/12/2021 12h55

Classificação e Jogos

A entrega da Bola de Ouro para Lionel Messi na última segunda-feira segue alvo de questionamentos. E foi a vez de Thomas Muller, do Bayern de Munique, reclamar da entrega do prêmio de melhor jogador do mundo nas redes sociais.

Em postagem no LinkedIn, o atacante afirmou que a premiação da revista France Football foi uma "decepção" por consagrar Messi e não o polonês Robert Lewandowski, seu companheiro de equipe. Insatisfeito, o alemão usará o resultado da Bola de Ouro como "motivação" no jogo contra o Barcelona.

"Para mim, também, isso é uma grande motivação para colocar tudo em jogo, para trazer a Liga dos Campeões de volta para Munique, e para mostrar ao mundo do futebol o que está acontecendo. E, acima de tudo, o que o futebol alemão tem a oferecer. Temos a próxima oportunidade de fazê-lo na próxima quarta-feira, na Liga dos Campeões contra o Barcelona", escreveu Muller.

"Com Lionel Messi, a escolha do melhor futebol individualista já produzido ganhou. Portanto, parabéns a Lionel por ganhar a Bola de Ouro, mesmo que eu ache que Robert Lewandowski teria merecido mais desta vez", completou.

A "vingança" de Muller pode se tornar um problema para o time catalão, que precisa da vitória para depender apenas de si para avançar às oitavas da Champions. Em caso de vitória bávara, o ex-clube de Messi terá que torcer por um tropeço do Benfica contra o Dínamo de Kiev. Os jogos serão na próxima quarta-feira (8), às 17h (de Brasília).

Confira, na íntegra, a postagem de Muller:

De um bávaro, polonês e também do ponto de vista alemão, o prêmio da Bola de Ouro, ontem à noite, foi definitivamente uma decepção. Para alguns, até um pouco mais. Embora eu esteja no negócio há um pouco mais de tempo e, portanto, não tenha ficado realmente surpreso com o resultado (foi semelhante com Franck Ribéry em 2013), tudo isso formou um pensamento em mim ou solidificou-o novamente: Temos grandes jogadores na Bundesliga e não temos que nos esconder. Para o reconhecimento mundial, no entanto, são necessários mais sucessos internacionais.

Para mim, também, isso é uma grande motivação para colocar tudo em jogo, para trazer a Liga dos Campeões de volta para Munique e para mostrar ao mundo do futebol o que está acontecendo. E, acima de tudo, o que o futebol alemão tem a oferecer.

Temos a próxima oportunidade de fazê-lo na próxima quarta-feira no jogo da Liga dos Campeões contra o FC Barcelona. Vamos enfrentá-lo!

PS: Com Lionel Messi, a escolha do melhor futebol individualista já produzido ganhou. Portanto, parabéns a Lionel por ganhar a Bola de Ouro, mesmo que eu ache que Robert Lewandowski teria merecido mais desta vez. Mas quem se importa?