PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Hazan: "Só uma catástrofe rebaixa São Paulo. Risco existe, mas é pequeno"

Do UOL, em São Paulo

03/12/2021 00h03

Classificação e Jogos

Mais uma vez, o São Paulo decepcionou sua torcida com uma fraca atuação. A derrota por 3 a 0 para o Grêmio, nesta quinta-feira (2), mantém o clima de apreensão no Morumbi, já que o Tricolor não afastou completamente o risco de rebaixamento. Embora esteja cinco pontos à frente do Z-4 a duas rodadas do fim do Brasileirão, o desempenho apático da equipe em Porto Alegre preocupa para as rodadas finais da competição.

Na Live do São Paulo, programa do UOL Esporte após os jogos do Tricolor, os jornalistas Marcelo Hazan e Menon conversaram sobre as chances são-paulinas de cair para a Série B. Ambos consideram pequena esta possibilidade, mas alertaram para as péssimas apresentações da equipe e a necessidade de muitos ajustes no time.

"Nos bastidores, na época da troca de treinador do Crespo para o Ceni, um dos argumentos era que não se avaliava esse elenco do São Paulo como para brigar para não cair. Por isso se fez a troca [de técnico] naquele momento. E o São Paulo está brigando para não cair, embora tenha uma vantagem confortável de cinco pontos para a zona do rebaixamento. Só uma catástrofe. Teria que dar tudo errado e não acho que será o caso. É uma porcentagem mínima", avaliou Hazan.

Menon também criticou a falta de regularidade da equipe, o que a impede de respirar aliviada na tabela e até pensar em classificação para a Libertadores. "O Rogério Ceni tem uma constância: quatro vitórias, três empates e quatro derrotas. O time não consegue deslanchar. Se ganhasse hoje, ficaria a um ponto do Ceará e poderia sonhar com alguma coisa. Agora, talvez, possa pegar a Sul-Americana. Mas é muito ruim", comentou o colunista do UOL.

Hazan também destacou os constantes altos e baixos do Tricolor no Brasileirão. "Está chegando na penúltima rodada do Brasileiro sob risco. E não apenas isso: com oscilação. O São Paulo é uma montanha-russa e não consegue ter regularidade. Quando perde para o Grêmio, perde com gosto, passando vergonha. Perde para o Flamengo passando vergonha [4 a 0 no Morumbi]. Ganha do Palmeiras fazendo uma baita atuação no Allianz Parque [vitória por 2 a 0]. É uma loucura. Você nunca sabe o que vem do São Paulo", disse.

Para Menon, o fraco desempenho são-paulino deixa o torcedor preocupado, já que as perspectivas não são das melhores. "Foi muito mal o São Paulo e deixa muitas dúvidas para o futuro próximo, para o ano que vem e para as duas próximas rodadas. Com os jogos de amanhã, Juventude e Atlético-GO já podem passar o São Paulo. Talvez tudo se resolva na segunda-feira com um empate entre São Paulo e Juventude, que pode salvar os dois. Ou pode ir para um jogo de morte em casa", avaliou.

Hazan projetou uma nova temporada de dificuldades para os lados do Morumbi no ano que vem. "É um ponto de interrogação, principalmente para 2022. Há luz no fim desse túnel? Tratou o Paulista como prioridade e saiu da fila. O objetivo foi cumprido em partes, mas tem esse desempenho no Brasileiro, um campeonato que está distribuindo vaga na Libertadores. O São Paulo está não só longe disso, mas brigando, embora o risco seja pequeno, contra o rebaixamento", concluiu.

Não perca! A próxima edição da Live do São Paulo será na segunda-feira (6), logo após a partida contra o Juventude pelo Brasileirão. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do São Paulo no UOL Esporte ou no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol