PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: "Flamengo precisa de bombeiro para estancar queda vertiginosa"

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Renato Gaúcho está sob forte pressão no Flamengo. A eliminação na Copa do Brasil, selada nesta quarta-feira (27) com a derrota por 3 a 0 para o Athletico no Maracanã, e as remotas chances de conquistar o título do Brasileirão, pesam contra o treinador, que balança no cargo a apenas um mês da decisão da Libertadores contra o Palmeiras.

Na Live do Flamengo, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado fizeram algumas projeções sobre qual seria o melhor perfil de um possível treinador para o Flamengo caso Renato Gaúcho deixe o clube - que deveria ser, na opinião de ambos, a decisão correta a ser tomada pela diretoria.

"Agora, o Flamengo tem que dar tratos à bola de quem é esse treinador que pode chegar. Acho ótimo buscar um treinador estrangeiro para a próxima temporada. Mas, para esses dias, você precisa de um bombeiro que saiba armar minimamente o time e estanque essa queda vertiginosa e esse declínio técnico que o Flamengo está sofrendo", disse Renato.

O colunista do UOL citou Dorival Júnior como uma das opções disponíveis para assumir o comando do Flamengo. Em 2018, o treinador chegou à Gávea em um cenário semelhante: ele foi contratado após o time ser eliminado na Copa do Brasil (para o Corinthians, naquele ano). Ele treinou a equipe nos últimos 12 jogos do Brasileirão e obteve um aproveitamento na casa dos 66%.

Renato ressaltou que o nome de Dorival tem ressalvas no Fla. "Um dos nomes que andaram falando é o de Dorival Júnior, que já treinou boa parte desse time. É bem verdade que ele tem um problema com o Diego Alves, já que o afastou e ele seria vendido. Não vejo muitos nomes, mas só sei de uma coisa: o Renato não tem mais condição de dirigir esse time na final da Libertadores", analisou.

Rocha ressaltou que o período afastado do comando de um time de futebol pode pesar contra Dorival. "Ele tem o problema de estar fora do mercado nesse tempo todo. Treinou o Athletico em 2020 e não voltou mais ao mercado. É uma grande incógnita e tem essa questão da gestão de grupo. Ele barrou não só o Diego Alves como também o Diego Ribas, que tem esse hábito de não criar problema. Até fez o certo naquele período, que era ficar calado, trabalhou e terminou a temporada como titular", lembrou o colunista do UOL.

Para Rocha, a única certeza é a de que Renato Gaúcho não pode continuar à frente da equipe. "Vai ter que pensar em algum nome. No calor do momento é difícil, mas Dorival é interessante. O que parece ser um consenso é que o Renato Gaúcho não tem condições. O grupo já deve ter perdido confiança. No momento em que o trabalho precisava evoluir, dar um passo adiante e encontrar soluções, a coisa sempre ficou no individual", comentou.

Renato enfatizou que, caso seu xará permaneça no cargo, terá uma prova crucial no sábado, diante do Atlético-MG. "Deixar esse time na mão do Renato para a final da Libertadores é jogá-la fora. Ele falava sempre que estava em três competições e já perdeu duas. Esse jogo contra o Atlético-MG no sábado só tem aquele valor psicológico. E que já para o espaço, porque não haverá a final entre Flamengo e Atlético-MG na Copa do Brasil. A sensação que eu tenho é a de que, se ele ficar até o jogo contra o Atlético-MG e perder, o que muito provavelmente acontecerá, ele cai no domingo", completou.

Não perca! A próxima edição da Live do Flamengo será no sábado (30), logo após a partida contra o Atlético-MG pelo Brasileirão. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte e no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol