PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

RMP: "Se Fla pensa em ganhar Libertadores, precisa demitir Renato Gaúcho"

Do UOL, em São Paulo

28/10/2021 02h14

Classificação e Jogos

Eliminado da Copa do Brasil após a derrota por 3 a 0 para o Athletico, nesta quarta-feira (27), no Maracanã, o Flamengo tenta encontrar forças para se reerguer do golpe. A queda nas semifinais coloca ainda mais pressão sobre Renato Gaúcho, que foi xingado por parte da torcida. Mais do que nunca, o treinador tem seu cargo ameaçado a um mês da final da Libertadores contra o Palmeiras.

Na Live do Flamengo, programa do UOL Esporte logo após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado analisaram a situação de Renato Gaúcho. Para ambos, o treinador não tem mais futuro na Gávea e o clube deve procurar um substituto para preparar a equipe e comandá-la na partida contra o Palmeiras, em 27 de novembro, em Montevidéu.

"Foi lamentável o que o Flamengo fez hoje [ontem]. O primeiro tempo foi um desastre. O time foi mal escalado, mal armado em campo. O Diego fez um Fla-Flu ridículo e não sei como o Renato teve a ideia de escalá-lo de novo. Só digo uma coisa: Deu para o Renato. Se o Flamengo ainda pensa em ganhar a Libertadores, precisa demitir Renato Gaúcho urgentemente e trazer um técnico minimamente competente. O Renato está completamente perdido e a coisa desandou de uma maneira completa", criticou Renato.

Um dos pontos mais contestados foi a escalação de Diego, que já havia tido uma atuação ruim na derrota por 3 a 1 no Fla-Flu, no último sábado. "O Flamengo perdeu 52 minutos no primeiro tempo com o Diego, uma escalação totalmente inexplicável a não ser realmente a autoridade de vestiário. O Renato foi mais um que cedeu. O Diego já era veterano e está dois anos mais velho em relação a 2019. Essa geração continua sem ganhar a Copa do Brasil, sendo que isso foi tratado como prioridade nesse ano pelo Renato Gaúcho que, realmente, não tem mais condição de comandar o Flamengo. Na verdade, ele nunca teve", opinou Rocha.

Renato também questionou a opção de seu xará por manter Diego entre os titulares. "Depois de um início muito bom, as coisas começaram a se complicar e o time desandou. Não dá para manter o Renato Gaúcho para a final da Libertadores. Ele não tem competência para levar o time até essa decisão. O que ele fez hoje foi absolutamente imperdoável. A escalação do Diego é de uma besteira técnica assustadora. Se o Flamengo mantiver o Renato, o Palmeiras vai ganhar essa final até com certa tranquilidade', avaliou o colunista do UOL.

André chamou a atenção para as dificuldades que o treinador enfrentou em achar soluções para o time quando ficou sem alguns de seus principais jogadores. "O Renato Gaúcho é um treinador que está estagnado na carreira. Não estuda, não corre atrás de nada. Ele não tem condições de comandar um time da qualidade do Flamengo. Quando estava o time completo e era só uma questão de ambiente, a coisa funcionou. A partir do momento em que o jogador da criatividade, que era o Arrascaeta, se ausentou e precisou de trabalho coletivo, o Renato nunca entregou para esse time. Só em momentos muito raros e a gente poderia atribuir mais à memória e à individualidade desses jogadores que têm uma base desde 2019", apontou.

Embora veja grande parcela de culpa do treinador no momento ruim vivido pelo Flamengo, Renato também colocou que os jogadores têm participação nessa queda de rendimento do time. "É impressionante também como alguns dos jogadores do Flamengo caíram de produção. O Everton Ribeiro não está jogando mais nada, e o Renato Gaúcho não o tirava. Foi tirá-lo aos 30 minutos do segundo tempo. Ele não acertou um passe. Era óbvio que tinha que colocar o Vitinho muito mais cedo. Assim como era óbvio não colocar o Diego e, vendo todos os erros que ele cometeu, deveria tê-lo tirado. Como voltou com o Léo Pereira, que já havia falhado nos dois gols do Athletico [na partida de ida, no empate por 2 a 2]? O Flamengo simplesmente não teve soluções para enfrentar o Diego. Inventou essa história de Diego de novo e deu no que deu", disse.

Rocha reforçou que o Flamengo precisa procurar um novo treinador para se reerguer para a final da Libertadores. "Foi uma noite lamentável e o Flamengo realmente tem que pensar em uma mudança de comando técnico na base do desespero. Com o Renato Gaúcho, vai ser muito difícil. Será aquela coisa do jogo único, da questão mental, mas esse time está destroçado mentalmente, justamente porque não consegue encontrar soluções para nada. Olha para o seu treinador e não vê ideia alguma do que fazer com tanta qualidade ali. Deixa a coisa acontecer, dá um toque ou outro, mas quando precisa da mão do treinador, o Renato não consegue entregar mais nada", concluiu o colunista do UOL.

Não perca! A próxima edição da Live do Flamengo será no sábado (30), logo após a partida contra o Atlético-MG pelo Brasileirão. Você pode acompanhar o programa pelo Canal UOL, no app Placar UOL, na página do Flamengo no UOL Esporte e no canal do UOL Esporte no Youtube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol