PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Arnaldo: Neymar cresce quando tem com quem dividir a responsabilidade

Do UOL, em São Paulo

16/10/2021 04h00

Depois de atuações abaixo do esperado nos jogos anteriores da seleção brasileira, Neymar voltou a ser o principal jogador em campo na goleada por 4 a 1 diante do Uruguai, quando esteve ao lado Raphinha para dividir as responsabilidades ofensivas e conseguiu aproveitar a presença do jovem atleta do Leeds United.

No podcast Posse de Bola #169, Arnaldo Ribeiro afirma que a chegada de Raphinha favorece muito Neymar na seleção e que ele consegue se sair melhor, inclusive coletivamente, ao ter com quem atuar para preocupar as defesas adversárias.

"O Neymar quando tem algum jogador com quem é capaz de dividir, não a responsabilidade de liderar o time, a responsabilidade de bagunçar o adversário, ter um cara que desafogue essa responsabilidade da jogada individual, o jogo dele cresce, e o Tite encontrou o Raphinha, que desafoga o jogo individual do Neymar", diz Arnaldo.

"O Neymar não precisa ser o fominha de sempre, pelo contrário. O Neymar é um ótimo jogador coletivamente também quando tem espaço e com quem dialogar. Toda vez que o Raphinha viu que ele poderia servir o Neymar, como espécie de reverência, ele serviu e o jogo fluiu, então, é um escape, e o jogo do Neymar cresceu", completa.

O jornalista também afirma que o fato de o jogo ter ocorrido em Manaus, na região Norte do Brasil, da mesma forma como ocorre quando a seleção brasileira atua no Nordeste, é algo que favorece o camisa 10, dada a idolatria que existe por ele e a forma de apoio dos torcedores locais.

"Acho que tem uma questão também que, em alguns locais do Brasil, e o Norte e o Nordeste são exemplos, os jogadores da seleção brasileira e o Neymar, especificamente, se sentem mais à vontade, lá ele é o ídolo mesmo, unânime", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol