PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Com menos um, Vasco vence Brusque com golaço de Nenê e respira na Série B

Nenê comemora seu golaço sobre o Brusque na vitória do Vasco por 1 a 0 pela Série B - Beno Küster Nunes/AGIF
Nenê comemora seu golaço sobre o Brusque na vitória do Vasco por 1 a 0 pela Série B Imagem: Beno Küster Nunes/AGIF

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/09/2021 23h29

Classificação e Jogos

Foi sofrido, com ares de drama, mas, enfim, o Vasco fez as pazes com a vitória e respirou na tabela da Série B. Atuando com um a menos desde o final do primeiro tempo, o Cruzmaltino contou com o talento de Nenê, que, com um golaço de voleio, garantiu o resultado por 1 a 0 sobre o Brusque na cidade catarinense.

Aos 40 anos, o experiente meia — que rescindiu com o Fluminense para retornar a São Januário — chegou ao seu segundo gol em três partidas e tem tomado o protagonismo para si nesta difícil tentativa do Vasco em obter o acesso à Série A.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Goiás, na segunda (27), em São Januário, e o Brusque, que luta contra o rebaixamento, visita o Brasil de Pelotas na quarta (29).

Nenê sobra no time do Vasco

Mesmo aos 40 anos, Nenê sobra neste time do Vasco. Com uma qualidade técnica muito acima dos demais, ele comandou o limitado time cruzmaltino e fez um golaço.

Ricardo Graça perdido

O jovem zagueiro do Vasco, que esteve no elenco campeão olímpico em Tóquio, fez uma partida ruim, assim como todo o sistema defensivo. O defensor estava sem tempo de bola e perdido nas bolas aéreas.

Ex-vascaíno

Quem esteve em campo pelo Brusque foi um velho conhecido do torcedor vascaíno, o meia Jhon Cley. Ele fez um bom primeiro tempo e deu a assistência de um dos gols anulados do time catarinense, mas cansou no segundo tempo e foi substituído.

VAR anula dois gols do Brusque. Um duvidoso

No primeiro tempo, o VAR foi acionado e anulou dois gols do Brusque. O primeiro, aos cinco minutos, aconteceu após uma sobra de uma bola no travessão, onde após bate e rebate, Nonato empurrou para dentro. A linha foi traçada e após quatro minutos de revisão, foi apontado impedimento.

No segundo, Jhon Cley tocou para Edu, que empurrou para a rede. A arbitragem assinalou impedimento no campo, o VAR foi acionado e a infração foi validada. Porém, ao serem divulgadas as imagens pela CBF ao Sportv, notou-se que a linha foi traçada de maneira errada, nos pés do lateral Zeca ao invés dos de Leandro Castan.

VAR expulsa Matos e revolta Castan

Em outro lance duvidoso, o VAR expulsou Léo Matos aos 43 minutos depois que o árbitro consultou a TV e avaliou que o lateral direito do Vasco acertou intencionalmente com o cotovelo o rosto de Claudinho. Na saída de campo, o zagueiro e capitão vascaíno, Leandro Castan, se revoltou.

"O que eu vejo não é novidade nenhuma. O VAR sempre prejudica o Vasco. Contra o Vasco o VAR é um leão, a favor é um gatinho. Agora vamos ter que jogar de mãos amarradas. Vamos ter que jogar tênis, então. Futebol não pode ter contato agora", vociferou ao SporTV.

Golaço de Nenê!

Após terminar o primeiro tempo com uma atuação ruim e menos um jogador, coube a Nenê trazer alívio ao Vasco. Aos 10 minutos, Zeca fez um cruzamento da direita e Nenê pegou na veia, de canhota, de voleio, no canto do goleiro. Golaço do experiente meia cruzmaltino!

Brusque perdeu 3 pontos no STJD

Antes do jogo, o Brusque sofreu um duro golpe. O time foi punido com a perda de três pontos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de atos de racismo contra o jogador Celsinho, do Londrina, em jogo válido pela Série B.

Festa vascaína em Brusque

Mesmo jogando fora de casa, o Vasco se sentiu abraçado desde que chegou. Com muitos torcedores na cidade, o time foi recebido com grande festa na véspera e no dia do jogo no hotel e na chegada ao estádio. A torcida VasBrusque também organizou um evento em sua sede com a presença dos ídolos Roberto Dinamite e Acácio.

Jovem que trocou festa de 15 anos por São Januário presente

Entre os torcedores presentes no estádio Augusto Bauer estava a jovem Nicoli Groh, que virou personagem de uma reportagem do UOL Esporte hoje (24), relembrando quando ela trocou sua festa de 15 anos por uma visita a São Januário.

BRUSQUE 0 X 1 VASCO

Local: Augusto Bauer, em Brusque (SC)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Adriano Milczvski (DF)
Cartões amarelos: Éverton Alemão, Zé Mateus (BRU); Nenê, Fernando Diniz (VAS)
Cartões vermelhos: Léo Matos (VAS)
Gols: Nenê, aos 10 minutos do segundo tempo (VAS)

Brusque: Ruan Carneiro, Toty (Toni), Claudinho (Ianson), Éverton Alemão e Airton; Rodolfo, Nonato (Edilson), Zé Mateus e Jhon Cley (Diego Mathías); Garcez e Edu. Técnico: Waguinho Dias.

Vasco: Vanderlei, Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan e Zeca; Bruno Gomes, Marquinhos Gabriel e Nenê (Figueiredo); Morato (Walber), Gabriel Pec (Romulo) e Germán Cano (Daniel Amorim). Técnico: Fernando Diniz.

Vasco