PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: "Derrota em casa vai levar Abel ao seu pior momento no Palmeiras"

Do UOL, em São Paulo

19/09/2021 04h00

Classificação e Jogos

Abel Ferreira chegou ao Palmeiras na temporada passada e conduziu o time às conquistas da Libertadores e da Copa do Brasil. O crédito e a paciência com o treinador, porém, estão em xeque. As derrotas em decisões de títulos, a eliminação na Copa do Brasil para o CRB e as críticas ao estilo de jogo da equipe acompanham o português, que tem a chance de renovar o fôlego no duelo diante do Atlético-MG pelas semifinais da Libertadores.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e Mauro Cezar Pereira - a situação do técnico palmeirense esteve no centro das discussões. Para os comentaristas, Abel terá uma prova de fogo no duelo desta terça-feira (21), quando o Palmeiras recebe o Galo no Allianz Parque.

"Discurso não vai adiantar muito. Tem que mostrar trabalho, estratégia, colocar o time dele para jogar. Ele tem tido semanas inteiras para treinar. Como enfrentou um adversário fraco, teve a semana inteira para pensar na Chapecoense, mas já mirando no Atlético-MG. Não dá para reclamar que não teve tempo. Essa era a grande muleta utilizada pelos defensores incondicionais dele na temporada passada. Agora ele tem tempo e o time só joga de um jeito: reativo, na base de bola longa. Não é falta de qualidade, mas de treinamento. O Palmeiras tem obrigação de apresentar algo para sua torcida na terça. Ele está bem pressionado. Uma derrota em casa para o Atlético-MG vai levar o Abel ao seu pior momento no clube, sem dúvida alguma", analisou Mauro.

Antes da vitória por 2 a 0 sobre a Chapecoense neste sábado (18), Abel afirmou que a meta do Palmeiras é conquistar o título do Brasileirão. Renato não vê esta tarefa como algo simples. "Até entendo ele falar nisso, já que ganhou a Libertadores e a Copa do Brasil e o Brasileiro é um título que ele não tem. Mas ganhar a Libertadores está mais simples. No Brasileiro, o Palmeiras já está sete pontos atrás do Atlético-MG. Se o Flamengo ganhar os jogos atrasados, bota cinco pontos na frente também. Ainda pode ganhar, mas acho difícil. Na Libertadores, bem ou mal, ele está a três jogos do título", comentou.

Para Marluci, a declaração do treinador teve outro foco. "Quando vi essa entrevista dele, achei que ele quer tirar essa pressão do jogo de terça, que é muito mais decisivo. Tanto que, nessa mesma entrevista, ele diz que o favorito de terça é o Atlético-MG, que foi o time que investiu mais. Tive a impressão de que a intenção era tirar a pressão de cima dele próprio e dos jogadores", ressaltou.

Ao falar sobre o trabalho de Abel, Mauro criticou o treinador pelos resultados do Palmeiras neste ano. "Ele já vem nessa conversa desde o jogo contra o Flamengo. É uma maneira de tentar desconversar e minimizar os próprios erros. O trabalho do Abel Ferreira nessa temporada deixa muito a desejar. Ele tem de novo a oportunidade de se redimir. O Palmeiras já está perdendo contato com a liderança do Brasileiro. É uma distância razoável e pode até ser que tire, mas não é nada provável hoje pelo comportamento das equipes", destacou.

Renato considera que, mesmo que o Brasileirão seja o objetivo do Palmeiras, Abel terá dificuldades para cumpri-lo. "Se ele for eliminado pelo Atlético-MG, o que vai restar para ele é o Brasileiro. Mas dentro do Palmeiras, se houver a necessidade de poupar, a prioridade é a Libertadores. O sonho dele é o Brasileiro para poder dizer que ganhou todas as competições mais importantes, mas começa a ficar difícil", concluiu.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol