PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Inter procura CBF e reforça pedido por adiamento da rodada do Brasileiro

Alessandro Barcelos, presidente do Internacional, se mostrou favorável ao adiamento da rodada - Ricardo Duarte/Internacional
Alessandro Barcelos, presidente do Internacional, se mostrou favorável ao adiamento da rodada Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

15/09/2021 16h53

Classificação e Jogos

A articulação para adiar a 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, revelada pelo UOL Esporte na terça-feira (14), ganhou posicionamentos públicos. Hoje (15), o Inter procurou a CBF e reforçou a posição de que os jogos do final de semana deverão ser remarcados, caso a liminar que permite ao Flamengo atuar com público siga valendo. Somado a isso, o bloco de 17 clubes que tenta derrubar a liminar entrou nesta quarta-feira com mais um recurso no STJD pedindo a derrubada da decisão.

Os dirigentes colorados, além de procurar dirigentes da confederação, também confirmam contatos nos bastidores com outros clubes da Série A.

"Estamos ao lado dos demais 18 clubes para manter a isonomia e o equilíbrio no campeonato. E isso depende da CBF. Que ela adie a rodada e mantenha a decisão do Conselho Técnico. Nós todos queremos a volta do público aos estádios, mas para todos e com segurança e equilíbrio", disse Alessandro Barcelos, presidente do Internacional.

A diretoria colorada defende que a CBF precisa mostrar coerência diante da manutenção da liminar pró-Flamengo no STJD (Superior Tribunal de Justiça). O clube gaúcho é signatário da nova tentativa coletiva de derrubar a liberação. A ação foi impetrada nesta quarta-feira e tem como meta vetar público no jogo de domingo (19), no Maracanã.

O Internacional já atuou contra o Flamengo, no Rio de Janeiro, e venceu pelo placar de 4 a 0. Ainda assim, o clube entende que a posição se impõe por ser contra desequilíbrio técnico a partir da presença de torcedores em uma partida específica da rodada.

No domingo (19), o Inter recebe o Fortaleza às 11h (horário de Brasília). A diretoria colorada espera, nas próximas horas, posição da CBF sobre o pedido de adiamento dos jogos.

Futebol