PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rooney revela que Ferguson 'pulou mesa' para agredir jogador do United

Alex Ferguson, na época de técnico do Manchester United - Clive Brunskill/Getty Images
Alex Ferguson, na época de técnico do Manchester United Imagem: Clive Brunskill/Getty Images

Colaboração para o UOL

14/09/2021 11h12

Wayne Rooney revelou, em entrevista ao podcast 'Tony Bellew Is Angry', o quão 'esquentado' era Sir Alex Ferguson nos vestiários do Manchester United. O ex-jogador relembrou episódio em que o ex-treinador (hoje aposentado) pulou sobre uma mesa para agredir Roy Keane e teve que ser contido por outros atletas.

O desentendimento entre os ídolos do United se deu em 2005. Após o ocorrido, o meio-campista irlandês — que atuava no clube desde 1993 — encerraria sua passagem pelos Red Devils.

Rooney relembrou que a briga foi desencadeada por uma entrevista que Roy Keane concedeu à MUTV. Nela, o então capitão do time criticava severamente alguns de seus companheiros, como Rio Ferdinand, Alan Smith, John O'Shea, Darren Fletcher e Kieran Richardson.

Furioso com a atitude do meio-campista, o então treinador teria convocado uma reunião de equipe para tratar do ocorrido. "Quando Roy Keane deixou o clube, todos sabem que houve um encontro. Eu não posso contar detalhes do que aconteceu", contou Rooney.

O ex-atacante afirmou que Roy Keane perguntou a seus companheiros se haveria algum problema em reproduzir o vídeo da entrevista. Todos os atletas disseram que 'não'. Rooney, que tinha apenas 20 anos na época, ainda pontua que, "para ser sincero, [a entrevista] nem era tão ruim assim".

"Eu acho que provavelmente aconteceu algo a mais entre eles no passado. De qualquer forma, isso gerou uma discussão entre Roy e o treinador, e algumas coisas diferentes foram ditas. Eu vi Alex Ferguson pulando sobre a mesa e estava pensando: 'uau, isso é louco'", relatou o jogador, que é o maior artilheiro da história do United, com 253 gols.

Após o treinador ser contido, os ânimos se acalmaram, segundo o craque. "Mas no dia seguinte, Roy Keane veio para o treino e uns 30 minutos mais tarde foi embora dirigindo. Foi a última vez que nós o vimos", completou o hoje treinador do Derby County.

Futebol