PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Barcelona perde 26 mil sócios e tem prejuízo de 40 mi de euros, diz rádio

Fachada do Camp Nou, estádio do Barcelona - AFP
Fachada do Camp Nou, estádio do Barcelona Imagem: AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

21/08/2021 12h09

A pandemia fez com que mais de 26 mil sócios do Barcelona decidissem não renovar o plano que dá direito a entrada gratuita em partidas do clube no "Camp Nou, e agravou ainda mais a já séria crise financeira do time catalão. Com a perda, o número de sócios caiu de cerca de 83 mil para 57 mil, gerando uma queda de 40 milhões de euros no faturamento. As informações são da catalã Catalunya Radio.

De acordo com a imprensa local, a queda no número de torcedores com o plano anual de ingressos não tem relação com a saída de Lionel Messi do clube, já que o prazo para renovação do programa finalizou no dia 1 de agosto, dias antes de o Barcelona anunciar que o contrato do argentino não seria estendido.

As restrições causadas pela covid-19 na cidade de Barcelona impactaram diretamente nas finanças do clube, reduzindo a capacidade do Camp Nou de 83 mil pessoas para o máximo de 57.262 mil torcedores por jogo durante essa temporada. Essa redução também vai causar prejuízo ao Barcelona, que deve perder 34 milhões de euros no ano em venda de ingresso.

Apesar de a perda do número de sócios não ter relação com ida de Messi para o PSG, desde a saída do craque o clube catão viu o número de torcedores no estádio diminuir. No jogo de abertura da La Liga, contra o Real Sociedad, apenas 15 mil sócios fizeram o pedido do ingresso que têm direito, deixando 13 mil entradas disponíveis para o público geral. No primeiro jogo, apenas 30 mil ingressos foram colocados à disposição por conta da pandemia.

A crise financeira no Barcelona é grave e foi o principal motivo da saída de Lionel Messi do clube, que não tinha recursos para a renovação do contrato do jogador. Nessa semana, o presidente do clube, Joan Laporta, confirmou que a dívida atualmente é de cerca de 1.16 bilhões de euros, mais de £171 do que em janeiro.

Para tentar contornar a situação, o time catalão firmou um empréstimo de 510 milhões de euros com uma companhia financeira.

Esporte