PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: "Problema do São Paulo passa muito mais fora de campo"

Do UOL, em São Paulo

05/08/2021 04h00

Classificação e Jogos

O São Paulo vive uma situação peculiar neste momento da temporada. O Tricolor tem ido bem nas copas, com classificações asseguradas às quartas de final da Libertadores e da Copa do Brasil, mas amarga resultados ruins no Brasileirão, no qual ocupa a zona de rebaixamento.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Vinícius Mesquita, Mauro Cezar Pereira, Marluci Martins e Maria Victoria Poli - os comentaristas analisaram essas duas faces que o São Paulo tem apresentado e discutem se o time deve priorizar alguma competição e os eventuais riscos caso deixe um torneio em segundo plano.

A situação atual do Tricolor, na visão de Mauro, está mais relacionada a fatores fora das quatro linhas. "O problema passa muito mais fora de campo, como as contratações feitas na gestão anterior, especialmente a do Daniel Alves. O São Paulo tem uma dívida com ele. Não consegue pagar o jogador e nem contar com ele. O remédio amargo de abrir mão de algumas temporadas com um time mais fraco para acertar as finanças, ninguém quer tomar. Esse é o grande problema", comentou.

Marluci demonstrou preocupação com a forma como o Tricolor tem lidado com as lesões de seus jogadores, um problema que se tornou recorrente. "Tenho curiosidade em ver como o São Paulo vai conduzir tantas frentes se chegou no Brasileiro arrebentado. Não sei como vai jogar poupando atletas. Descansou pouco e os jogadores se machucam a cada rodada. Há uma demora para voltar e recuperar o condicionamento físico. O calendário não perdoa", alertou.

Apesar dos problemas da equipe no Brasileirão, Mavi acha que o São Paulo vai reagir e escapar do fantasma do rebaixamento. "As lesões têm atrapalhado muito e o São Paulo emendou o Paulista no Brasileiro. Parece que o time nunca está completo. O elenco é forte, tem individualidades muito boas e não está abrindo mão do Brasileiro. A Copa do Brasil parece ser um caminho legal para focar. No Brasileiro, se conseguir recuperar jogadores, tem um caminho bom", analisou.

Para Mauro, o Tricolor tem que se dedicar às copas, já que nelas estão as esperanças de conquistas de títulos. "Quando olha para a tabela, vê que as chances de brigar por título e até por vaga na Libertadores são mais matemáticas do que outra coisa. Como o time está em outras competições, acaba tendo que priorizá-las agora. Fez um bom jogo contra o Racing, justamente quando começaram a voltar alguns jogadores, como o Miranda. O São Paulo vai priorizar a Libertadores e a Copa do Brasil porque são os torneios que ele pode almejar. No Brasileiro, tem apenas uma chance teórica de alcançar uma posição lá em cima", observou.

Marluci considera que, apesar da campanha ruim, o São Paulo não deixou o Brasileirão de lado. "O São Paulo está se importando, sim, com o Brasileiro, mas não está conseguindo jogar, o que é pior. Tem algumas coisas que não estão dando certo, como essa sequência de lesões. Qualidade o time tem. Não vejo como isso pode melhorar se o time continuar em outras frentes, porque o desgaste será ainda maior", avaliou.

"A explicação está aí: o São Paulo jogou muitas partidas desfalcado no Brasileiro. Com isso, o desempenho caiu. Além de o time estar jogando mal, tem o desgaste por levar o Paulista como se fosse uma Copa do Mundo. Chegou a poupar jogadores em Libertadores para jogar inteiro no Paulista. A conta veio no começo do campeonato. Não só com as lesões, mas também do desempenho que caiu de alguns jogadores. Veio uma sequência de péssimos resultados, zona de rebaixamento", concluiu Mauro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol