PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Rogério Ceni deixa o Flamengo com quase 60% de aproveitamento

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/07/2021 11h24

O Flamengo anunciou nesta madrugada a demissão de Rogério Ceni. O treinador deixa o time após oito meses de trabalho.

O comandante deixa rubro-negro classificado para as oitavas de final da Libertadores da América e Copa do Brasil. No Brasileirão é o atual 12º colocado com 12 pontos. Porém, vale ressaltar que tem dois jogos a menos do que os demais.

Segundo o comunicado publicado, na partida contra a Chapecoense, amanhã (11), o Flamengo entrará em campo sob o comando de Maurício Souza.

Veja abaixo como foi a passagem de Rogério Ceni pelo clube carioca.

Aproveitamento

Desde que chegou ao mais recente compromisso, no dia 10 de novembro de 2020, Ceni comandou o Flamengo em 45 jogos.

Ao todo, foram 23 vitórias, 11 empates e 11 derrotas. Com os números citados, o treinador deixa o clube carioca com 59,3% de aproveitamento.

Defesa 'problemática' e ataque calibrado

O setor defensivo foi um dos fatores que Rogério teve que trabalhar durante a estadia no Flamengo. Ao todo, foram 55 gols sofridos, uma média de 1,2 gol por jogo.

Por mais que a defesa tenha sido um 'problema', o comandante teve bons resultados no setor ofensivo. Foram 86 gols marcados, com uma média de 1,9 gol por jogo.

Um título a cada 15 jogos

Em oito meses, Ceni conquistou três títulos sob o comando do Flamengo. Os números mostram que o profissional tem um título para cada 15 jogos.

Entre as conquistas, estão: O Campeonato Brasileiro, bicampeonato da Supercopa do Brasil, contra o Palmeiras e o Campeonato Carioca, em um clássico contra o Fluminense.

E agora?

Com o cargo em aberto, alguns nomes já surgem como possíveis substitutos de Rogério Ceni. Quem você acha que deve assumir? Vote na nossa enquete!

Flamengo