PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2021

Flamengo é campeão carioca sobre o Fluminense e alcança sexto tri estadual

Caio Blois e Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/05/2021 23h01Atualizada em 22/05/2021 23h45

Classificação e Jogos

O Flamengo conquistou neste sábado seu 37º título do Campeonato Carioca. A conquista veio após a vitória sobre o Fluminense na decisão, pelo placar de 3 a 1, já que no jogo de ida houve empate por 1 a 1. O resultado ainda dá ao Flamengo, pela sexta vez, um tricampeonato consecutivo no estadual.

O personagem crucial para a conquista rubro-negra foi Gabigol. O atacante já tinha balançado as redes no primeiro confronto da final e aumentou a conta com dois gols do confronto derradeiro. Fred chegou a descontar para o Fluminense, mas João Gomes, simbolizando uma geração de jogadores que ganha espaço no Fla, sacramentou a conquista.

Concluída a missão no Carioca, o Flamengo volta os olhos para a Libertadores. Na quinta-feira, às 21h, o rubro-negro enfrenta o Vélez, de novo no Maracanã, na partida que definirá o líder do Grupo G da competição.

O Fluminense, por sua vez, volta a campo na terça-feira, também pela Libertadores. O desafio é em Buenos Aires, contra o River Plate. A vitória é necessária para sacramentar a vaga nas oitavas de final, independentemente de outros resultados.

Diego e Gabigol são os melhores do Fla

Em jogo que o Flamengo foi muito superior no primeiro tempo, Diego e Gabigol foram os destaques. Se o camisa 9 mais uma vez foi decisivo e marcou os dois gols do Rubro-Negro, o camisa 10, jogando recuado, comandou a equipe em suas ações de ataque, indo bem também na marcação.

Apagado, Bruno Henrique vai mal

Antes o homem dos clássicos e decisões, Bruno Henrique fez mais um jogo abaixo de sua média de atuações. Mesmo bastante acionado, o atacante levou pouco perigo à defesa tricolor no jogo.

Marcos Felipe faz pênalti, falha e é o pior do Flu

A atuação do Fluminense foi ruim, mas Marcos Felipe conseguiu ser o destaque negativo da equipe de Roger Machado na decisão. O goleiro participou negativamente dos três gols do Flamengo, fazendo pênalti em Arrascaeta e falhando nos gols de Gabigol, quando deixou a bola passar por baixo, e de João Gomes, cedendo rebote para a finalização fácil do volante.

Caio Paulista entra bem e é o melhor do Flu

Se a atuação do Fluminense foi sem brilho, o atacante Caio Paulista foi o destaque da equipe. Entrando no intervalo na vaga de Luiz Henrique, o ponta direita sofreu o pênalti convertido por Fred, brigou com a defesa do Fla e foi a melhor opção de ataque do time de Roger Machado.

Fred lidera time e balança as redes, mas amarga vice

O atacante Fred fez de tudo no Fluminense mais uma vez: balançou a rede, criou, finalizou, marcou... mas não foi suficiente. Solitário no desorganizado time de Roger Machado, o camisa 9 amargou vice-campeonato pelo Flu no Carioca.

Como foi o jogo

O Flamengo teve um primeiro tempo muito confortável, teve amplo domínio da posse de bola, mas só conseguiu balançar as redes nos instantes finais da primeira etapa. Gabigol abriu o placar após mais uma cobrança certeira de pênalti. O lance que originou a penalidade foi uma trombada do goleiro Marcos Felipe em Arrascaeta. Ao camisa 9, como de costume, sobrou tranquilidade para deslocar o goleiro, aos 43 minutos.

O Flamengo ampliou a vantagem três minutos depois. A relação Gabigol-Marcos Felipe mais uma vez culminou com um gol. A boa jogada rubro-negra pela esquerda teve como desfecho um chute forte, mas defensável, do atacante do Fla. Só que a bola passou entre os braços de Marcos Felipe.

A aparente tranquilidade do Flamengo perdeu espaço frente à mudança de postura do Fluminense. O tricolor saiu da "toca" e adotou a estratégia de se aproximar mais da área. Depois de uma bola enfiada por Fred, Rodrigo Caio derrubou Caio Paulista. O árbitro Bruno Arleu precisou consultar o VAR para decretar o pênalti. Fred diminuiu, e a voltagem do jogo aumentou.

O Fluminense se animou mais, dificultou a saída de bola rubro-negra, mas o gol de empate jamais veio. Por outro lado, o Flamengo alcançou novamente a tranquilidade na decisão aos 41 minutos do segundo tempo, quando João Gomes fez o terceiro gol, aproveitando rebote de Marcos Felipe em chute de Pedro.

Gandulas somem no 2º tempo

Logo que o Fluminense diminuiu o placar com Fred, os gandulas do Flamengo sumiram do campo de ataque do Tricolor no Maracanã. Nas laterais, eles passaram a se posicionar na risca do meio de campo, em movimento sincronizado. Atrás do gol defendido por Gabriel Batista, uma cena tragicômica: os gandulas esconderam bolas por baixo das escadas de acesso do campo às arquibancadas, o que foi avisado à arbitragem pelo reserva David Braz, que aquecia por ali. O árbitro Bruno Arleu chegou a expulsar dois deles, o que só piorou a demora na devolução de bolas no ataque do Flu. Do lado do Fla, todos posicionados normalmente. Goleiro reserva tricolor, Muriel chegou a buscar bolas fora de campo para agilizar o reinício do jogo.

Ânimos exaltados dentro e fora de campo

Não foi só em campo que o clima estava tenso entre Flamengo e Fluminense. Nas arquibancadas, as delegações rivais trocavam insultos e pressionavam também a arbitragem, lado a lado. Os presidentes Rodolfo Landim e Mário Bittencourt estavam entre os mais exaltados. Quando os gandulas sumiram, o mandatário tricolor ironizou: "campeonato de várzea".

Tite de olho

O técnico da seleção brasileira foi um dos espectadores da final do Carioca in loco. Tite esteve no Maracanã acompanhado do auxiliar, Cléber Xavier. Éverton Ribeiro e Gabigol, ambos do Flamengo, estão convocados para os dois próximos jogos do Brasil pelas Eliminatórias, contra Equador e Paraguai.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3X1 FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 22/05/2021 (sábado)
Horário: 21h05
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo.
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha.
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga.
Cartão amarelo: Rodrigo Caio e Bruno Henrique (Flamengo); Marcos Felipe, Nino, Luccas Claro, Danilo Barcelos, Yago Felipe e Fred (Fluminense).
Gols: Gabriel Barbosa (1-0, 43'/1ºT e 2-0, 46'/1ºT) e João Gomes (3-1, 43'/2ºT); Fred (2-1, 6'/2ºT).

FLAMENGO: Gabriel Batista; Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Gerson (João Gomes), Diego (Hugo Moura), Everton Ribeiro e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique e Gabriel Barbosa (Pedro). Técnico: Rogério Ceni

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Yago Felipe (Bobadilla), Martinelli e Nenê (Cazares); Luiz Henrique (Caio Paulista), Kayky (Gabriel Teixeira) e Fred (Abel Hernández). Técnico: Roger Machado